O Senhor Plantou um Jardim


O Senhor Deus colocou o homem no jardim do  
  Éden para cuidar dele e cultivá-lo. Gênesis 2:15 

Cada vez fico mais convencido de que a necessidade de organizar a vida nessa época de agitação e incerteza é algo fundamental. Em vez de sermos controlados pelo telefone celular, pelos e-mails e pela roda-viva da sobrevivência, devemos voltar aos princípios fundamentais encontrados na Bíblia.


Recomendo que levemos em consideração uma
ideia muito antiga, instituída pelo próprio Deus na criação. A Bíblia nos diz (Gn 2:8) que o Senhor plantou um jardim e o entregou ao casal humano recém-criado para cultivá-lo e zelar por ele. Pouquíssimos de nós vivem da terra hoje em dia, mas encontraremos descanso e paz mental ao cultivarmos um jardim, seja grande ou pequeno. Na ocasião em que nos mudamos para Washington, adquirimos uma casa que possuía um quintal bem espaçoso, porém mal cuidado. No fundo havia várias árvores maravilhosas, entre elas, alguns carvalhos de 150 anos de idade ou mais. O proprietário anterior havia plantado algumas azaleias e outros arbustos. Porém, tinha sete filhos e o quintal acabou se transformando no parquinho da vizinhança.

Assim que nos mudamos, nos deparamos com muito trabalho pela frente para colocar as coisas em ordem, mas devagar conseguimos deixar o quintal do nosso gosto. As crianças da vizinhança começaram a parar de enxergar nosso quintal como uma propriedade comum e, aos poucos, conseguimos cultivar um lindo gramado. Eu sonhava em fazer um jardim na frente da casa, mas um frondoso plátano que crescia mais e mais a cada ano estava no caminho.

Depois de morar mais de 20 anos naquela casa, tomamos a decisão: tinha chegado a hora de o plátano partir. Contratamos uma pessoa para cortá-lo e outra para arrancar o toco. Comecei a idealizar o jardim. Passei muitas horas de trabalho árduo para transformar aquele solo árido entremeado por uma rede de raízes, algumas da espessura de meu braço, num canteiro apropriado para o plantio.

Noelene e eu compramos livros sobre plantas perenes. Decidimos plantar mudas de flox, uma fileira de sempre-vivas alternadas com cravos, ásteres, lírios e um plátano japonês vermelho de lento crescimento. Por fim, decidimos também acrescentar a dália. Nosso jardim, cuidadosamente desenvolvido pelo suor de nossa fronte, floresceu de forma abundante e espetacular. O resultado foi além de nossas expectativas. Sentimo-nos como Adão e Eva, profundamente satisfeitos, felizes e mais perto de Deus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...