Kata Ragoso


Agora, sei, verdadeiramente, que o Senhor enviou o Seu anjo e me livrou. Atos 12:11

– Você fará o que eu disser! – ordenou o oficial.

– Não, senhor! – respondeu Kata Ragoso. – Minha religião e minha consciência não me permitem obedecer-­lhe.

O oficial agrediu Kata Ragoso na cabeça com seu revólver, batendo nele até deixá-lo inconsciente. Quando ele recobrou a consciência, o oficial ordenou-lhe que ficasse em pé na frente de uma árvore. Um pelotão de fuzilamento colocou-se em posição a certa distância, todas as armas apontadas para o homem desobediente. Os soldados puseram o dedo no gatilho.


– Quando eu disser “Três”, atirem! – rosnou o oficial. – Prontos? Um. Dois. … – Por algum motivo, ele não conseguia dizer a palavra “Três”.

– Um. Dois. … – assim ele tentou de novo.

Frustrado, tentou a terceira vez, mas não conseguiu passar do “dois”. Por mais que tentasse, seu maxilar parecia travado quando ia dizer a palavra “três”.

– Não importa – disse o oficial, por fim. – Levem-no para a cadeia.

Tendo ouvido a notícia do aprisionamento de Kata Ragoso, os fiéis adventistas daquele local se uniram numa reunião de oração no momento em que a lua apareceu, lá pelas dez horas da noite.

Na mesma hora, um homem alto, levando um molho de chaves, entrou pelo portão da cadeia, destrancando-o.

– Siga-me – disse ele a Kata Ragoso.

Kata Ragoso seguiu o homem alto ao longo de um caminho que levava até ao mar. Na praia, o homem falou de novo:

– Aqui está uma canoa. Tome-a e vá para casa.

Kata Ragoso caminhou até entrar na água. Virou-se para agradecer ao homem com as chaves. Não havia ninguém ali.

O desaparecimento de Kata Ragoso causou grande consternação entre os oficiais da prisão. Uma investigação provou que o molho original de chaves estivera a noite toda num chaveiro da guarita da sentinela, à vista de todos. A sentinela não vira ninguém entrar na prisão ou sair dela. Contudo, pela manhã, Kata Ragoso desaparecera.

A sentinela não tinha explicação. Podia ter perguntado a Kata Ragoso. Ele sabia quem fora.


Escolhendo Amigos

Sabia que Deus designou um dos poderosos anjos do Céu para ser seu constante amigo e companheiro? Por que não dar graças hoje por esse dom de um anjo da guarda? 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...