Exemplo de liberalidade


Aquele que semeia pouco pouco também ceifará; e o que semeia com fartura com abundância também ceifará. 2 Coríntios 9:6

A liberalidade é uma das indicações do Espírito Santo, e quando o professo povo de Deus retém do Senhor o que Lhe pertence em dízimos e ofertas, sofre perda espiritual. [...] Seria melhor não dar absolutamente nada do que dar de má vontade, pois, se dermos de nossos meios quando não temos o espírito de dar liberalmente, zombamos de Deus. Tenhamos sempre em mente que estamos lidando com Alguém de quem dependemos em cada bênção. Alguém que lê toda intenção do coração, cada propósito da mente.

O apóstolo Paulo tinha um trabalho especial para apresentar aos irmãos de Corinto. Havia fome em Jerusalém, e os discípulos “determinaram mandar, cada um conforme o que pudesse, socorro aos irmãos que habitavam na
Judeia”. Apresentavam a necessidade às igrejas esperando receber uma pequena importância para benefício dos santos e, com oração, apresentavam diante do Senhor a necessidade que tinham.

Os irmãos macedônios, porém, movidos pelo Espírito de Deus, fizeram primeiramente uma inteira consagração de si mesmos ao Senhor, e então deram tudo o que possuíam. Consideravam, portanto, um privilégio expressar assim sua confiança em Deus. Os irmãos macedônios eram pobres, mas não era necessário constrangê-los a dar. Eles se regozijavam por terem a oportunidade de contribuir com os meios que possuíam. Por si mesmos iam à frente e davam sua oferta, com sua simplicidade cristã, em integridade e amor pelos irmãos, negando-se
a si mesmos o alimento e o vestuário, quando não tinham mais dinheiro algum. E quando os apóstolos quiseram restringi-los, insistiram para que aceitassem sua contribuição e a entregassem aos irmãos que estavam passando por aflições.

Tal ato de abnegação e sacrifício excedeu em muito às expectativas de Paulo. Ele estava cheio de gratidão e, por meio de uma carta, exortou Tito a estimular a igreja de Corinto a praticar as mesmas boas obras. [...]

“O que nos levou a recomendar a Tito que, como começou, assim também complete esta graça entre vós. Como, porém, em tudo, manifestais superabundância, tanto na fé e na palavra como no saber, e em todo cuidado, e em nosso amor para convosco, assim também abundeis nesta graça” (2Co 8:6, 7).

Essa disposição da parte dos macedônios foi inspirada por Deus para despertar na igreja de Corinto o espírito de liberalidade 
(Review and Herald, 15 de maio de 1900).


-> Texto: Ellen G. White, do devocional 2013 “Perto do Céu”, da Casa Publicadora Brasileira

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...