Inimigo da liberdade

 Dizendo aos que habitam sobre a Terra que façam uma imagem à besta, àquela que, ferida à espada, sobreviveu. Apocalipse 13:14

A mudança do sábado é o sinal, a marca da autoridade da igreja católica. Aqueles que, compreendendo os requisitos do quarto mandamento, escolhem observar o falso em lugar do verdadeiro sábado estão com isso rendendo homenagem ao único poder que autorizou isso. [...]

Há cristãos verdadeiros em todas as igrejas, inclusive na comunidade católico-romana. Ninguém é condenado sem que haja recebido iluminação ou sem que tenha compreendido a obrigatoriedade do quarto mandamento. Mas, quando for expedido o decreto que impõe o falso sábado, e o alto clamor do terceiro anjo advertir as pessoas contra a adoração da besta e de sua imagem, será traçada com clareza a linha divisória entre o falso e o verdadeiro. Então os que ainda persistirem na transgressão receberão o sinal da besta.

A passos rápidos, aproximamo-nos desse período. Quando as igrejas protestantes se unirem com o poder secular para amparar uma religião falsa, à qual se opuseram seus antepassados, sofrendo com isso a mais terrível perseguição, então o dia de repouso papal será tornado obrigatório pela autoridade combinada da Igreja e do Estado. Haverá uma apostasia nacional que terminará em ruína nacional. [...]

Os protestantes têm-se intrometido com o papado, patrocinando-o. Têm usado de transigência e feito concessões que os próprios católicos se surpreendem de ver e não compreendem. O mundo protestante necessita ser despertado a fim de resistir aos avanços desse perigosíssimo inimigo da liberdade civil e religiosa.

Quando o Estado usar seu poder para impor os decretos e amparar as instituições da Igreja, então a América protestante terá formado uma imagem do papado. Então será a verdadeira igreja assaltada pela perseguição, como o foi o antigo povo de Deus. Quase todos os séculos apresentam exemplos do que o coração humano, controlado pela raiva e maldade, é capaz de fazer sob o pretexto de servir a Deus ao proteger os direitos da igreja e do Estado. As igrejas protestantes que seguiram os passos de Roma, formando aliança com os poderes do mundo, têm manifestado desejo semelhante de restringir a liberdade de consciência. Quantos ministros insatisfeitos sofreram sob o poder da Igreja da Inglaterra! A perseguição sempre é o resultado da restrição da liberdade religiosa por parte dos governos seculares
 (Signs of the Times, 8 de novembro de 1899).


-> Texto: Ellen G. White, do devocional 2013 “Perto do Céu”, da Casa Publicadora Brasileira.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...