Refletindo a luz

 Somos embaixadores em nome de Cristo. 2 Coríntios 5:20

A professa igreja de Deus pode ser dotada de riqueza, educação e conhecimento de doutrina, e declarar com sua atitude: "Estou rico e abastado e não preciso de coisa alguma" (Ap 3:17). Mas, se os membros são destituídos de santidade interior, não podem ser a luz do mundo. A igreja deve refletir luz nas trevas morais do mundo, assim como as estrelas refletem luz nas trevas da noite. Aqueles que possuem forma de santidade, mas negam seu poder, não refletem luz no mundo e não receberão poder para alcançar o coração dos perdidos. Sem a conexão vital com Cristo, o valor da verdade não resulta em bom fruto no mundo. Mas, se Cristo habita no interior, [tornando-se] a esperança da glória, Sua graça salvadora se manifestará em compaixão e amor por aqueles que estão a perecer. 

Todo coração verdadeiramente convertido a Deus será uma luz no mundo. Os raios resplandecentes e luminosos do Sol da Justiça brilharão através dos agentes humanos que empregam a habilidade que lhes foi confiada para fazer o bem, pois cooperarão com os agentes celestiais e trabalharão com Cristo para a conversão de outros. Difundirão a luz que Cristo irradia sobre eles. O Sol da Justiça que brilha em seu coração resplandecerá, iluminando e abençoando outros.

Os raios celestiais que brilham através dos agentes humanos exercerão uma influência conquistadora sobre aqueles a quem Cristo está atraindo para Si. A igreja é fraca em face dos anjos celestiais, a menos que se revele poder através de seus membros para a conversão daqueles que estão a perecer. Se a igreja não for a luz do mundo, ela será trevas. Mas em relação aos verdadeiros seguidores de Cristo está escrito: "De Deus somos cooperadores; lavoura de Deus, edifício de Deus" (1Co 3:9).
A igreja pode ser formada por pobres e incultos, mas se eles aprenderem de Cristo a ciência da oração, a igreja terá poder para mover o braço da Onipotência. O verdadeiro povo de Deus exercerá uma influência que atingirá os corações. Não é a riqueza nem a habilidade acadêmica dos membros da igreja que constitui sua eficiência. [...] Cristo é glorificado; e Seu reino, promovido, quando o Sol da Justiça é irradiado sobre o povo de Deus. Nesse momento, eles se tornam instrumentos escolhidos de salvação e estão prontos para serem usados pelo Mestre 
(Signs of the Times, 11 de setembro de 1893).


-> Texto: Ellen G. White, do devocional 2013 “Perto do Céu”, da Casa Publicadora Brasileira.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...