Dia Nacional do Perdão

Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade. Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus os perdoou em Cristo. Efésios 4:31, 32

Algum tempo atrás, um homem que não conheço me escreveu para partilhar uma ideia. “Creio que precisamos de um Dia Nacional do Perdão (ou semana), em que cada pastor e cada igreja escreveriam uma carta para cada membro afastado pedindo perdão por qualquer coisa que a igreja tenha feito que o tenha magoado ou prejudicado emocional ou espiritualmente”, ele sugeriu. “Há milhares de pessoas que costumavam fazer parte de nossa família e que nos deixaram por razões pelas quais talvez a igreja precise se desculpar.

“Não creio que nossas igrejas possam crescer enquanto tivermos pessoas cheias de raiva e amargura, tanto dentro quanto fora da igreja. Muitos membros foram emocionalmente prejudicados por palavras ásperas, ou até mesmo palavras bem-intencionadas, porém expressas da maneira errada ou no momento errado. Gostaria de sugerir que cada igreja faça um esforço conjunto para localizar os endereços dessas pessoas e enviar uma carta pedindo perdão por qualquer coisa que a igreja tenha feito para prejudicá-las.”

Partilho da preocupação desse irmão com membros afastados. Embora saiba que devemos manter o foco em Jesus e que basicamente cada um é responsável por suas próprias ações, também concordo que muitos membros afastados se sentem magoados e ressentidos devido a danos reais que sofreram na igreja. O perdão é um remédio maravilhoso. Trata-se de uma das palavras mais doces de nossa linguagem. O perdão é o caminho de Deus para a paz e a santidade.

Deus colocou o perdão em cada fibra de nosso ser. O ódio, a amargura e o ressentimento corroem nosso corpo, não apenas consumindo nossa força, mas também enfraquecendo o sistema imunológico. O ódio é hoje listado como uma das causas da pressão alta. Pesquisas revelaram que, ao encontrarmos o alívio para o ódio mediante a decisão de perdoar, a pressão arterial elevada causada por esse sentimento diminui.

O caminho da graça é o caminho do perdão e, portanto, o caminho para uma vida livre de maldade, amargura, raiva e ódio. Em vez de amargura, compaixão. Em vez de ressentimento, bondade. Em vez de ódio, perdão. Esse é o caminho para a plenitude de vida na Terra e para a vida eterna na presença de Deus. Tornemos hoje o Dia Pessoal do Perdão.
(Meditações Diárias / Rede Maranatha)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...