O Assado


Senhor, livra-me dos lábios mentirosos, da língua enganadora. Salmo 120:2

Fazia poucos dias que Tânia e Ricardo estavam casados quando ela experimentou fazer uma receita de assado que havia recortado de uma revista. Escolheu uma linda toalha de mesa e colocou sobre ela os pratos novos e os talheres que haviam ganhado de casamento. Acendeu velas e chamou o esposo para o jantar.

Mmmmmmmm, parece delicioso! – disse ele, abraçando Tânia. – E o aroma está uma gostosura também!

Depois da oração, Ricardo colocou vários pedaços de assado no seu prato. Deu a primeira mordida e quase teve náuseas. O gosto era terrível! “Ela se esforçou tanto para preparar esta refeição”, pensou ele. “Espero que não me pergunte se gostei.”

Mas é claro que ela perguntou:

– Benzinho, você gostou da receita do assado? Eu o fiz especialmente para você! – Os olhos dela brilhavam com amor.

Ricardo segurou a respiração e engoliu. “Simplesmente não posso dizer a verdade a ela. Ficaria muito magoada”, raciocinou ele. Depois de tomar um gole de suco, respondeu:

– Gostei sim! Esse assado é muito bom!

Acreditando no que ele havia dito, Tânia fazia o assado quase cada semana. E sendo que ainda era novata na cozinha e não sabia reduzir as quantidades dos ingredientes da receita, sempre sobrava muito assado. Tinham de comê-lo por vários dias seguidos.

Depois de algumas semanas esforçando-se para engolir aquele assado insuportável, Ricardo não conseguiu aguentar mais. Com raiva, disse toda a verdade a Tânia.

– Detesto a sua comida! Ela me causa enjoo! Nunca mais quero ver esse assado enquanto viver!

Tânia se desfez em lágrimas.

– Você mentiu para mim! – chorou ela enquanto saía correndo da sala. – Nunca mais vou acreditar em você!

Tinha sido uma mentira tão pequenina! Ricardo achou que estava escondendo a verdade por um bom motivo. Mas ao enganar sua esposa, só piorou as coisas. O pequeno engano causou uma brecha no relacionamento, a qual demorou bastante para ser reparada. 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...