Enoques modernos

Andou Enoque com Deus e já não era, porque Deus o tomou para Si. Gênesis 5:24

Enoque foi um exemplo. Os desalentados fiéis de seu tempo aprenderam que, embora vivessem entre pessoas corruptas e pecadoras, que estavam em aberta e ousada rebelião contra Deus, seu Criador, poderiam proceder com justiça como o fiel patriarca. Se obedecessem ao Senhor e tivessem fé no Redentor prometido, seriam aceitos por Deus e, finalmente, exaltados ao Seu trono celetial.

Enoque, separando-se do mundo e dedicando muito de seu tempo à oração e à comunhão com Deus, representa o leal povo de Deus nos últimos dias, que se há de separar do mundo. A injustiça deverá prevalecer em terrível extensão sobre a Terra. Os seres humanos se dedicarão a seguir toda imaginação de seu corrupto coração, impondo sua enganosa filosofia e rebelião contra a autoridade dos altos Céus.


O povo de Deus vai se separar das práticas injustas dos que o rodeiam e procurará a pureza de pensamentos e a santa conformidade com a vontade dEle, até que a divina imagem de Deus seja refletida neles. Como Enoque, estarão se preparando para a trasladação ao Céu. Enquanto se esforçam para instruir e advertir o mundo, eles não se conformarão ao espírito e aos costumes dos descrentes, mas os condenarão por meio de seu santo procedimento e piedoso exemplo. A transladação de Enoque para o Céu, pouco antes da destruição do mundo pelo dilúvio, representa a trasladação de todos os justos vivos da Terra antes de sua destruição pelo fogo. Os santos serão glorificados na presença daqueles que os odiaram por sua leal obediência aos justos mandamentos de Deus.

Enoque instruiu sua família a respeito do dilúvio. Matusalém, o filho de Enoque, ouviu a pregação de seu neto Noé, que fielmente advertiu os habitantes do velho mundo de que um dilúvio de águas estava para vir sobre a Terra. Matusalém, seus filhos e netos viveram nesse tempo em que a arca foi construída. Eles, juntamente com alguns outros mais, receberam instruções de Noé e o auxiliaram em seu trabalho (Signs of the Times, 20 de fevereiro de 1879).

-> Texto: Ellen G. White, do devocional 2013 “Perto do Céu”, da Casa Publicadora Brasileira.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...