Poder superior

Tu falarás tudo o que Eu te ordenar; e Arão, teu irmão, falará a Faraó, para que deixe ir da sua terra os filhos de Israel. Êxodo 7:2

O Senhor ordenou a Moisés ir de novo ao povo e repetir a promessa de livramento, com nova segurança de favor divino. Ele foi conforme fora mandado, mas não quiseram ouvir. O coração deles estava cheio de amargura, e os zunidos dos açoites ainda estavam soando em seus ouvidos. Os gritos de agonia sufocavam todos os outros ruídos, e eles não ouviram. Moisés curvou a cabeça em humilhação e desapontamento, e de novo a mensagem divina veio a ele: “Vai ter com Faraó, rei do Egito, e fala-lhe que deixe sair de sua terra os filhos de Israel” (Êx 6:11). [...]

Ele foi informado de que o rei não cederia antes que Deus mandasse juízos sobre o Egito e tirasse Israel por meio de uma grande manifestação de Seu poder. [...] Desejava lhes mostrar, por meio de Seu servo Moisés, que o Criador dos Céus e da Terra é o Deus vivo e Todo-poderoso, acima de todos os deuses. Ele, em Sua força, é muitíssimo mais poderoso que o mais forte – e em Sua onipotência poderia guiar Seu povo com mão forte e braço estendido. [...]


Obedientes à ordem de Deus, outra vez Moisés e Arão entraram nos nobres salões do rei do Egito. Ali, rodeados por altas colunas e resplandecentes adornos, de ricos quadros e imagens esculpidas de deuses gentios, perante o governador do reino mais poderoso então existente, achavam-se os dois representantes do povo escravizado, a fim de repetir a ordem de Deus para o livramento de Israel.

O rei pediu um prodígio. Tinha sido indicado a Moisés e Arão como agir caso esse pedido fosse feito, e Arão tomou a vara e lançou-a perante Faraó. Ela se tornou uma serpente. O rei mandou chamar seus “sábios e encantadores” (Êx 7:11), dos quais “cada um lançou sua vara, e tornaram-se em serpentes; mas a vara de Arão tragou as varas deles” (v. 12). [...] Os magos também exibiram sinais e prodígios, pois agiam não somente pela sua própria habilidade, mas pelo poder de seu deus, Satanás, que os ajudava a contrafazer a obra de Deus. [...]

A obra de Deus, porém, revelou-se superior à de Satanás (Signs of the Times, 11 de março de 1880).

-> Texto: Ellen G. White, do devocional 2013 “Perto do Céu”, da Casa Publicadora Brasileira
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...