Exemplo de confiança e oração

O teu Deus, a quem tu continuamente serves, Ele te livrará. Daniel 6:16 

Por causa de suas orações a ­Deus, foi lançado na cova dos leões. [...] Mas Daniel continuou a orar, mesmo em meio aos leões. Teria Deus Se esquecido de Seu fiel servo, permitindo que fosse destruído? Oh, não! Jesus, o poderoso Comandante dos exércitos celestiais, enviou Seu anjo para fechar a boca daqueles leões famintos, para que não fizessem dano àquele homem de oração. Tudo agora era paz naquela cova terrível. O rei testemunhou a preservação de Daniel e lhe ­conferiu inúmeras honras, ao passo que aqueles que tramaram sua morte foram totalmente exterminados com suas esposas e filhos, da mesma horrível maneira pela qual planejavam destruir Daniel.

Por meio da força moral desse homem que escolheu, mesmo em face da morte, seguir a conduta correta em vez de agradar a outros, Satanás foi derrotado, e o nome de Deus foi honrado. [...] 


Daniel foi um gigante moral e intelectual. No entanto, não alcançou essa preeminência de uma hora para outra, 
sem esforço. Ele estava continuamente buscando maior conhecimento, tendo em vista mais elevadas realizações. Outros jovens tinham as mesmas vantagens, mas não dedicaram, como ele, todas as energias em busca da sabedoria – o conhecimento de Deus como revelado em Sua Palavra e em Suas obras. Daniel era apenas um jovem quando foi levado a uma corte pagã a serviço do rei de Babilônia. Por ser ainda bastante jovem quando foi exposto a toda sorte de tentações de uma corte oriental, sua nobre resistência ao erro e sua firme adesão ao direito são os pontos em que mais é admirado. Seu nobre exemplo deve comunicar força aos provados e tentados, mesmo no tempo presente. [...]

Através da história de Daniel, podemos aprender que a estrita conformidade com
asreivindicações divinas se provará uma bênção, não somente na futura vida imortal, mas também na vida presente. Sendo fiéis aos princípios religiosos, os seres humanos podem triunfar sobre as tentações de Satanás e as artimanhas dos ímpios, muito embora lhes custe grande sacrifício. [...]

Estamos vivendo no mais solene período da história deste mundo, quando o último conflito entre a 
verdade e o erro está sendo travado. Necessitamos de coragem e firmeza pelo que é reto, confiando fervorosamente em Deus, assim como fez Daniel (Signs of the Times, 4 de novembro de 1886). 

-> Texto: Ellen G. White, do devocional 2013 “Perto do Céu”, da Casa Publicadora Brasileira
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...