Qualificação dos escolhidos

É demais o povo que está contigo, para Eu entregar os midianitas nas suas mãos; Israel poderia se gloriar contra Mim, dizendo: A minha própria mão me livrou. Juízes 7:2 

A coragem de Gideão foi grandemente fortalecida pelas evidências do favor divino a ele concedidas. Sem demora, saiu com suas tropas para combater os midianitas. Entretanto, outra severa prova de fé o aguardava. Com uma imensa hoste de invasores espalhada diante dele, os trinta e dois mil hebreus pareciam, em contraste, um simples punhado. Então, veio a ele a palavra do Senhor: “É demais o povo que está contigo, para Eu entregar os midianitas nas tuas mãos; Israel poderia se gloriar contra Mim, dizendo: 

A minha própria mão me livrou. Apregoa, pois, aos ouvidos do povo, dizendo: Quem for tímido e medroso, volte e retire-se da região montanhosa de
Gileade” (v. 2, 3). [...]

Pelo fato de seu exército ser tão pequeno em comparação com o do inimigo,
Gideão se abstivera de fazer a proclamação usual. Ficou surpreso com a declaração de que seu exército era extremamente grande. Mas o Senhor via o orgulho e a incredulidade no coração de Seu povo. Despertados pela motivação estimulante de Gideão, alistaram-se com prontidão, mas muitos ficaram cheios de medo quando viram a multidão de midianitas. [...]

Em vez de serem muitos, os israelitas viam que eram muito poucos em número, mas
Gideão obedeceu à determinação do Senhor. Com coração pesaroso, viu partirem [...] mais de dois terços de sua força total [...]

De novo veio a ele a palavra do Senhor: “Ainda há povo demais; faze-­os descer às águas, e ali tos provarei; aquele de quem Eu te disser: este irá contigo, esse contigo irá; porém todo aquele de quem Eu te disser: este não irá contigo, esse não irá” (v. 4). [...]
Alguns apressadamente tomaram um pouco de água na mão e a beberam enquanto andavam, mas quase todos se curvaram sobre os joelhos e comodamente beberam da superfície da corrente. Os que tomaram água com as mãos foram apenas trezentos dentre os dez mil. No entanto, esses foram escolhidos. A todo o resto foi permitido voltar para casa.

O caráter muitas vezes é provado pelo meio mais simples. [...] Os homens de Sua escolha foram os poucos que não permitiram que suas necessidades os detivessem no desempenho do dever 
(Signs of the Times, 30 de junho de 1881). 
-> Texto: Ellen G. White, do devocional 2013 “Perto do Céu”, da Casa Publicadora Brasileira
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...