Construa uma arca

Faze uma arca de tábuas de cipreste. Gênesis 6:14 

É da natureza do pecado espalhar-se e aumentar. Desde o pecado original de Adão, de geração a geração, ele se tem espalhado como uma doença contagiosa. O ódio à lei de Deus, que resulta em ódio a todo o bem, tornou-­se universal. O mundo ainda estava em sua infância. Havia pouco tempo, o pecado tinha sido introduzido, mas logo se tornou temível em suas proporções, até tomar conta de todo o mundo. Deus, que havia criado o ser humano e lhe concedido as liberais dádivas da Sua providência, foi menosprezado e desdenhado pelos recebedores de Seus dons. [...] Mas, embora o pecador tivesse se esquecido de seu bondoso Benfeitor, Deus não virou as costas para deixar que perecesse em sua violência e crime sem apresentar diante dele a maldade e os resultados da transgressão de Sua lei. Ele enviou também mensagens de advertência e súplica. [...] 

Deus, a quem o homem havia menosprezado e desonrado, abusando de seu benevolente e gracioso amor, ainda Se compadeceu da humanidade. Em Seu amor, providenciou um refúgio a todos os que O aceitassem. Foi ordenado que Noé construísse uma arca e, ao mesmo tempo, pregasse que Deus traria um dilúvio sobre a Terra para destruir os ímpios. Aqueles que cressem na mensagem e se preparassem para esse evento, mediante arrependimento e reforma, encontrariam perdão e seriam salvos. Deus não removeu Seu Espírito da humanidade sem antes advertir a respeito dos resultados inevitáveis de seu curso na transgressão da lei. [...]

O Espírito de Deus continuou a agir no ser humano rebelde até que o tempo indicado houvesse quase expirado, e então Noé e sua família entraram na arca, e a mão de Deus fechou a porta. A misericórdia havia descido de seu trono dourado para não mais interceder pelo pecador culpado.

Apesar de Deus ter buscado trazer os pecadores para Si pela convicção de Seu Espírito Santo, em sua rebelião eles se afastavam de Deus e continuamente resistiam aos apelos do infinito amor. Noé se levantou com nobreza no meio de um mundo que desrespeitava a Deus e condescendia com todas as formas de desregramento excessivo, as quais levaram à violência e a crimes de toda espécie. [...] Que espetáculo ao mundo foi o fato de Noé permanecer ligado a Deus, por sua obediência, em contraste com o mundo
(Signs of the Times, 20 de dezembro de 1877). 


-> Texto: Ellen G. White, do devocional 2013 “Perto do Céu”, da Casa Publicadora Brasileira.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...