Mentindo para o Espírito


Então perguntou Pedro: “Ananias, como você permitiu que Satanás enchesse o seu coração, ao ponto de você mentir ao Espírito Santo e guardar para si uma parte do dinheiro que recebeu pela propriedade?” Atos 5:3
Em uma das parábolas de Jesus, Ele relacionou o reino do Céu a uma rede lançada ao mar que, ao ser puxada para a praia, traz peixes bons e ruins (Mt 13:47-50).


O mesmo ocorre na igreja. Uma das pessoas mais próximas de Jesus se tornou o traidor. Na igreja primitiva encontramos “peixes ruins” entre aqueles apanhados pela rede do evangelho, como o feiticeiro Simão (At8:9-13) e o casal Ananias e Safira.

Até o capítulo cinco de Atos, lemos apenas coisas positivas a respeito dos seguidores de Jesus. Eles receberam o derramamento do Espírito Santo; testemunharam poderosamente aos habitantes de Jerusalém; estavam unidos em oração, na pregação do evangelho e na comunhão. Não havia necessitados entre eles, pois os mais prósperos vendiam suas posses e partilhavam com aqueles em necessidade. Ocorreu um grande milagre: um homem paralítico de nascença passou a andar e a saltar. Os líderes judeus advertiram, ameaçaram e prenderam os apóstolos, mas não foram capazes de silenciá-los.

Então houve a história de Ananias e Safira. O casal tinha decidido vender uma propriedade e doar o dinheiro à igreja. Mas, ao levarem o dinheiro da venda aos apóstolos, mentiram. Disseram que ali estava a quantia total que tinham recebido pela propriedade, mas, na verdade, haviam separado parte para uso próprio. Ninguém os persuadiu a vender a propriedade. Ninguém lhes disse que ofertassem a quantia total à igreja. Mas desejavam aparentar piedade aos apóstolos e aos membros. Não queriam aparentar mesquinhez ou amor aos bens materiais, o que de fato sentiam.

Que estupidez! Diante da presença do Espírito Santo manifestada de forma tão intensa entre os fiéis, como puderam pensar que sairiam ilesos com um golpe desse?

O amor ao dinheiro fará isso com você. Mesmo estando na igreja. O amor ao dinheiro o fará pensar que pode enganar até mesmo o Senhor. Ocorreu no passado, ocorre hoje também.

Deus nos conclama para que manifestemos uma honestidade inabalável. A honestidade não é a melhor política, pois não tem nada que ver com política. Honestidade é um princípio, um princípio que começa com Deus. Quando formos honestos com o Espírito Santo, seremos honestos com todos os demais.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...