Graça Transbordante

Entretanto, não há comparação entre a dádiva e a transgressão. Pois se muitos morreram por causa da transgressão de um só, muito mais a graça de Deus, isto é, a dádiva pela graça de um só homem, Jesus Cristo, transbordou para muitos! Romanos 5:15

Nessa incrível passagem encontrada no maravilhoso livro de Romanos, o livro que despertou a Reforma, o apóstolo Paulo contrasta Adão e Jesus Cristo. Dessa justaposição básica surge uma série de outros contrastes extremos: pecado e justificação, morte e vida, condenação e dádiva. E a palavra que Paulo repete vez após outra é charis, graça.


Esta passagem, Romanos 5:12-21, infelizmente gerou um conflito infindável por séculos. A questão se encontra na sentença de abertura de Paulo (v. 12), em que ele começa a contrastar Adão e Cristo, mas se deixa levar pelo poder das ideias que está apresentando. Ele começa: “Portanto, da mesma forma como o pecado entrou no mundo por um homem” (NVI), mas não conclui a ideia com “assim a justiça veio a todos por meio de um único homem, Jesus Cristo”. No silêncio dessa lacuna, dessa sentença não concluída, os teólogos introduziram uma ideia que penso que era alheia a Paulo – “pecado original”, a ideia de que todos nós carregamos a culpa pela transgressão de Adão.

Não precisamos nos envolver nesse conflito. O tema abordado por Paulo ao longo dessa passagem é bastante claro. E que tema! Não é de surpreender que tenha dominado o pensamento de Paulo, fazendo com que, por estar ditando o texto, deixasse a sentença em aberto, sem concluí-la.

No texto escolhido de hoje, Paulo contrasta “a dádiva” com “a transgressão”. “A dádiva” é a vida eterna, a salvação, oferecida a cada pessoa que já existiu. “A transgressão” é o primeiro pecado de Adão, sua desobediência à explícita palavra de Deus. Por causa da transgressão de Adão, “muitos” morreram. Não por causa da culpa de Adão colocada sobre essas pessoas, mas porque, como Paulo deixa claro no verso 12, “a morte veio a todos os homens, porque todos pecaram” (NVI).

Um homem peca e morre. Como resultado dessa transgressão, o pecado passa de geração em geração. Todos pecaram – ninguém está isento, “nem um sequer” (
Rm 3:10) – por isso a morte vem a todos.

A graça, porém, entra em cena. A graça transborda. Por mais longe que se espalhe o pecado, mais longe ainda se espalha a graça. Por mais que a morte amplie seu domínio, mais a graça amplia o dela! Por meio de Jesus Cristo, todos os que estavam perdidos por causa de Adão são restaurados – e mais, muito mais! 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...