Portas


Eis que estou à porta e bato. Se alguém ouvir a Minha voz e abrir a porta, entrarei e cearei com ele, e ele comigo. Apocalipse 3:20

Alguma vez você já notou como algo pode sair das laterais de sua atenção para ocupar o lugar principal quando você está precisando? Foi o que aconteceu quando precisamos substituir a porta da frente de nossa casa.

Não estou dizendo que as portas não nos rodeavam antes. Usamos maçanetas em casa, em escritórios, nos restaurantes e em outros incontáveis lugares, para entrar e sair, mas então, de repente, aonde quer que fôssemos, notávamos as portas. Antes disso, se elas estivessem abertas, simplesmente passávamos por elas, mal parando para observar sua apresentação, cor, dimensões, material ou qualquer outra característica. Eram, simplesmente, um caminho por onde passar. Agora, ao pesquisarmos o mercado em busca de uma porta nova, tudo assumia um novo significado. A maçaneta para abrir a porta, a maneira de fixá-la no seu lugar, se abria para dentro ou para fora, cada coisa era algo a observar.

Também havia considerações importantes: portas duplas versus portas simples, portas vendidas em antiquários, portas francesas, portas de vidro, portas de madeira nobre, de acrílico, pré-fabricadas versus portas feitas por encomenda. Tantos tipos! Algumas pareciam ser feitas para a entrada de um castelo. Para complicar ainda mais as coisas, sendo que as portas de que precisávamos eram as da frente, exigia-se uma licença e inspeção relacionadas com o código de segurança contra furacões. Quem poderia saber?

Uma porta proporciona proteção e segurança para aqueles que estão dentro de um recinto, em relação ao mundo do lado de fora. Uma porta separa e divide. Seu propósito é controlar o acesso. Então, como é que se entra por ela? É possível usar a força – arrombá-la. Usar uma chave para destrancá-la e entrar é outra opção. E, naturalmente, alguém pode abri-la e convidar você para entrar e ser bem recebida. Gosto da disposição de Jesus de ficar à porta do nosso coração e bater. Ele espera que lhe permitamos entrar em nosso coração – sem forçar, mas batendo com perseverança. Que nós o atendamos e o recebamos hoje!

Querido Senhor, hoje abro a porta e Te recebo no coração – para que ele seja Tua morada. 

(Maxine Williams Allen in Meditação da Mulher)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...