Quando a Luz Chegar


Aquele que diz estar na luz e odeia a seu irmão, até agora, está nas trevas. 1 João 2:9

Uma antiga história judaica tem algo importante a nos dizer acerca da escolha de amigos.

– Qual é o momento exato do alvorecer? – perguntou um velho rabino a seus discípulos. – Como podemos saber o momento preciso em que a noite termina e o dia começa?

Os discípulos olharam-se, intrigados. Que perguntas estranhas fazia seu mestre!


– Estou falando sério! – insistiu o rabino. – Exatamente quando termina a noite e começa o dia? Pensem!

Um dos rapazes reuniu coragem e sugeriu:


– Quando se pode distinguir à distância um cachorro de uma ovelha.

– Não – respondeu o mestre.

– Talvez quando se possa perceber a diferença entre uma figueira e uma videira – disse outro aluno.

– Também não – disse o rabino, sacudindo a cabeça. – Pensem mais um pouco.

Durante longo tempo os rapazes ficaram em silêncio, tentando descobrir aonde o rabino queria chegar. Por fim, um deles falou.

– Por favor, diga-nos a resposta. Nós desistimos.

– É quando se tem luz suficiente para olhar seres humanos no rosto e reconhecê-los como irmãos e irmãs. Antes que isso aconteça, ainda há escuridão.

Com base nesse padrão, há muitas trevas no mundo de hoje. Quantas vezes olhamos a face de alguém de outra etnia e pensamos: “Esse não pode ser meu irmão. Não se parece comigo. Somos muito diferentes para sermos irmãos.” Ou então podemos olhar dentro dos olhos de uma vizinha com deficiência mental e pensar: “Ela não tem inteligência suficiente para ser minha amiga.”

Ou então visitamos um asilo de velhinhos e vemos uma senhora curvada, enrugada, sentada diante da TV com olhos distantes e pensamos: “Ela é muito velha para ser minha irmã. Nem percebe quem está chegando ou saindo.” Ou evitamos alguém numa cadeira de rodas e pensamos: “Não há jeito de sermos amigos.” Ou ainda podemos caçoar de alguém que fale nosso idioma com sotaque ou vista roupas diferentes.

Precisamos enxergar nossos semelhantes à luz do amor de Deus.


Escolhendo Amigos

Saberemos que somos o povo da luz quando olharmos o rosto de alguém e, sorrindo, dissermos: Este é meu irmão! Esta é minha irmã! 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...