Zona da Morte


Aqueles que confiam em Deus, o Senhor, viverão em segurança. Salmo 37:9

Quem vai até lá está ciente dos tremendos riscos a serem enfrentados. Mais de 1.500 vitoriosos passaram por ali na conquista do supremo alvo. Mas quase 180 aventureiros perderam a vida nesse local. É o “tudo ou nada” de quem tem um sonho, luta por ele, encara o extremo da resistência humana e até sacrifica a própria existência pela sua realização.

Você já imagina do que estou falando. Chamado nativamente de “rosto do céu” ou “mãe do Universo”, o Monte Everest, com 8.848 metros, é o ponto mais alto do planeta. Se fosse um arranha-céu, o topo do monte seria a ponta da antena que fica no telhado da cobertura de um prédio de 3.400 andares! Os alpinistas radicais dão a vida para subir isso tudo “pela escadaria de emergência” ou, na verdade, por algo muito pior: um caminho cheio de neve, rochas, avalanches, despenhadeiros e um frio de gelar a medula dos ossos.


A temida zona da morte são os metros finais que ultrapassam os 8 mil metros de altitude. Um alpinista com forte resistência física não pode ficar mais do que 72 horas nessas condições. A exposição de qualquer parte do corpo num frio daquele resulta em congelamento imediato. Lá em cima, o ar rarefeito equivale a 30% do que nosso corpo necessita para sobreviver normalmente. O lugar é tão instável que os cadáveres dos que não resistem nesse trecho não são resgatados. São deixados no meio da neve.

Depois de todas as dificuldades, os últimos passos até o cume do Everest se dão numa trilha branca na aresta da montanha em que o atleta caminha tendo um despenhadeiro de queda livre em cada lado: 2.400 metros de precipício à esquerda e 3.050 metros à direita. Finalmente, chegando ao cume, resta pouquíssimo tempo para iniciar a decida, antes da noite mortal.

Desde que o pecado deformou os planos de Deus, todos nós vivemos em uma zona entre a vida e a morte. Tentações e armadilhas ameaçam o sucesso do ser humano. O Getsêmani, o Vale do Jaboque, o Monte Sinai e a barriga do grande peixe foram momentos marcantes em que a sobrevivência estava na provação máxima. Todos saíram vencedores – Jesus, Jacó, Moisés e Jonas. Só falta você contar com Deus para enfrentar os últimos passos da vida neste mundo. Fique firme. Prossiga com oração. Não desista! 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...