Bênçãos de Deus


Tornai-vos para Mim, e Eu Me tornarei para vós outros, diz o Senhor dos Exércitos. Malaquias 3:7

Satanás apresenta constantemente os pecados e erros daqueles que professam serem filhos de Deus e zomba de Seus anjos por esses defeitos. O que levará o povo do Senhor a uma posição correta diante dEle? O Senhor responde à pergunta em Malaquias: “Tornai-vos para Mim, e Eu Me tornarei para vós outros, diz o Senhor dos Exércitos” (Ml 3:7). Quando buscarmos ao Senhor com inteiro propósito de coração, nós O acharemos.
Daniel propôs no coração ser fiel ao Deus do Céu. Decidiu não comer das iguarias do rei ou beber do vinho que ele bebia; e seus três companheiros decidiram não desonrar a Deus se ajoelhando diante da imagem de ouro que Nabucodonosor havia erguido na planície de Dura. Quando nos propusermos servir ao Senhor com a mesma determinação desses fiéis servos de Deus, Ele fará nossa parte e permitirá que nos apossemos de Sua força. [...]

Anjos contemplam com espanto a ingratidão daqueles por quem Deus tanto fez, ao conceder-lhes continuamente Suas dádivas e favores. As pessoas se esquecem das reivindicações divinas e se entregam ao egoísmo e ao mundanismo. [...]

Deus não pode abençoar as pessoas, suas propriedades e rebanhos, quando não utilizam para a glória 
dEle as bênçãos que recebem. Ele não pode confiar Seu tesouro àqueles que o empregam incorretamente. Foi na mais simples forma de linguagem que o Senhor disse a Seus filhos o que deles requer. Devem dizimar de tudo o que possuem e dar ofertas como reconhecimento pelas bênçãos que Ele lhes concede. Suas misericórdias e bênçãos são abundantes e contínuas. Ele envia a chuva, o Sol e faz a vegetação florescer. Dá as estações, a semeadura e a colheita no tempo certo; e a infalível bondade de Deus requer algo melhor do que a ingratidão e o esquecimento que as pessoas devolvem a Ele.

Não vamos nós nos voltar a Deus e com o coração agradecido apresentar-Lhe nossos dízimos e ofertas? O Senhor tornou esse dever tão claro que se negligenciarmos cumprir suas reivindicações não seremos desculpados.

O Senhor colocou Seus bens nas mãos de Seus servos para serem administrados com equidade, a fim de que o evangelho seja pregado a todo o mundo. As providências e a provisão para a disseminação da verdade no mundo não foram deixadas ao acaso (
Signs of the Times, 13 de janeiro de 1890).


-> Texto: Ellen G. White, do devocional 2013 “Perto do Céu”, da 
Casa Publicadora Brasileira
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...