Casa da Guerreira

Débora veio para ser mãe de Israel. Juízes 5:7

Somente 500 anos depois sua casa foi verdadeiramente reconhecida pelo mundo. Como a história humana sempre tem falhas e exageros, nunca saberemos ao certo se ela foi vilã ou mártir. A verdade é que hoje a França venera seu nome. Por isso, vale a pena uma aventura de mochila nas costas para conhecer onde ela nasceu.

Com apenas 200 habitantes, a aldeia de Domrémy-la-Pucelle é destino obrigatório a todos os presidentes da França. É ali que se encontra uma pequenina casa com um interior extremamente simples. Mas é exatamente naquele local que, em 1412 d.C., nascia uma garota prodígio que seria mundialmente conhecida como Joana d’Arc.


Seus atos guerreiros à frente do exército francês contra a Inglaterra são relembrados por todos. Sua coragem, liderança e ousadia intimidavam até os reis. E tudo isso aconteceu em uma “vida relâmpago” de apenas 19 anos. Foi exatamente nesta data, há 582 anos, que sua bravura foi silenciada. Após ser presa por ingleses e se tornar vítima de artimanhas políticas, Joana d’Arc foi queimada viva no centro de Paris. Apesar de muitos relatos beirarem a fantasia, a história a considera uma mártir.

Na Bíblia, também existe outra guerreira. Débora foi uma mulher que conseguiu manter acesa a chama da verdade junto ao povo de Israel. Sua forte liderança na hora mais decisiva fez toda a diferença para o exército israelita.

Isso nos mostra que ser homem ou mulher, alto ou baixo, juvenil ou idoso não é o que importa para Deus. O que realmente muda tudo é a disposição em obedecer a um chamado do Céu. Débora encarou o desafio, orou ao Senhor pedindo força, não temeu o inimigo à frente e entrou para as páginas sagradas como uma heroína da fé. Não é o máximo?

E você? Já pensou em fazer algo grandioso por Jesus? O mundo precisa ver a revelação do poder de Deus através da determinação de Seus filhos. Ore agora mesmo para Cristo torná-lo um valente soldado do bem. A vitória será certa! 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...