Dois caminhos


Entrai pela porta estreita (larga é a porta, e espaçoso, o caminho que conduz para a perdição, e são muitos os que entram por ela), porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que conduz para a vida, e são poucos os que acertam com ela. Mateus 7:13, 14

Esses caminhos são distintos, separados, e em direções opostas. Um leva à vida eterna, o outro à morte eterna. Vi a distinção entre esses caminhos, e também a diferença entre as multidões que neles viajam. Um é largo e suave; o outro, estreito e acidentado. Semelhantemente, as duas multidões que os percorrem são opostas no caráter, na vida, no vestuário e na conversa.

Os que viajam pelo caminho estreito conversam a respeito da alegria e felicidade que terão no fim da viagem. Seu rosto, muitas vezes, está triste e, no entanto, brilha
frequentemente com piedosa e santa alegria. Um Homem de dores e experimentado nos trabalhos lhes abriu aquele caminho, e por ele percorreu. Seus seguidores veem-Lhe os rastos e são consolados. Ele o percorreu em segurança; assim também poderão fazer os da multidão, se seguirem as pegadas dEle.

Na estrada larga, todos estão preo­cupados com suas roupas e seus prazeres. Entregam-se livremente ao riso e à zombaria e não pensam no fim da viagem nem na destruição certa que os aguarda lá. Cada dia se aproximam mais de sua destruição; contudo, de forma insana se lançam, mais e mais depressa.

Por que é tão difícil viver uma vida abnegada, humilde? Porque os professos cristãos não estão mortos para o mundo. É fácil viver para Cristo depois de estar morto para o mundo. Mas eles desejam ser o máximo possível semelhantes ao mundo e, no entanto, querem ser considerados cristãos. Esses sobem por outro caminho. [...] A Terra os atrai; seus tesouros lhes parecem valiosos. Eles encontram nessas coisas motivação suficiente para lhes o­cupar a mente e o tempo que devia ser dedicado ao preparo para o Céu. [...]

Vi que jovens e adultos negligenciam a Bíblia. Não fazem desse livro seu estudo e regra de vida como devem. Esse importante livro, se mal estudado, os julgará no último dia. Histórias inúteis têm sido lidas atentamente, enquanto a Bíblia é desprezada. Virá o dia em que todos vão querer estar totalmente supridos das simples verdades da Palavra de Deus. [...]

Quando as verdades bíblicas atingem o coração, criam em nós o desejo de nos separarmos do mundo, assim como o Mestre. Aqueles que se aproximam do manso e humilde Jesus andarão de modo a honrá-Lo 
(Signs of the Times, 1º de abril de 1880).

-> Texto: Ellen G. White, do devocional 2013 “Perto do Céu”, da Casa Publicadora Brasileira

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...