Uma igreja viva

Rogamos e exortamos no Senhor Jesus que, como de nós recebestes, quanto à maneira por que deveis viver e agradar a Deus, e efetivamente estais fazendo, continueis progredindo cada vez mais. 1 Tessalonicenses 4:1

Ansiamos ver o verdadeiro caráter cristão se manifestar na igreja; ansiamos ver seus membros libertos do espírito frívolo e irreverente; desejamos ardentemente que compreendam seu grande chamado em Cristo Jesus. Alguns que professam a Cristo esforçam-se ao extremo para viver e agir de maneira que sua fé religiosa receba a aprovação de pessoas de valor moral, para que sejam induzidas a aceitar a verdade. Há muitos, porém, que não sentem responsabilidade alguma, mesmo a de manter a si mesmos no amor de Deus, e que, em vez de abençoar outros por meio de sua influência, são um fardo àqueles que trabalham, vigiam e oram. [...]

O tempo presente requer homens e mulheres que possuam propósitos de firmeza moral, homens e mulheres que não sejam moldados ou vencidos por qualquer influência não santificada. Tais pessoas serão bem-sucedidas na obra do aperfeiçoamento do caráter cristão por meio da graça de Cristo concedida liberalmente. [...]

Ninguém pode ser bem-sucedido no serviço de Deus, a menos que nele ponha todo o coração e considere todas as coisas por perda pela excelência do conhecimento de Cristo. Ninguém que faça qualquer reserva pode ser discípulo de Cristo, e muito menos Seu colaborador. A consagração deve ser completa. Pai, mãe, esposa e filhos, casas e terras, tudo o que o servo de Cristo possuir, deve estar sujeito ao chamado de Deus – depositado sobre o altar sagrado. [...]

Aqueles que buscam por meio do estudo sincero da Palavra de Deus e da oração fervorosa a orientação de Seu Espírito serão guiados por Ele. A coluna de nuvem os guiará de dia, e a coluna de fogo à noite; e graças ao senso da contínua presença de Deus não será possível negligenciar Sua santa lei. [...]

Como povo peculiar de Deus, elevemos o estandarte do caráter cristão, para que não deixemos de receber a recompensa que será dada ao justo e fiel. [...] Devemos operar nossa salvação com temor e tremor. Aqueles que mantêm firme o princípio de nossa confiança até o fim receberão a coroa de glória imortal. [...] Simplicidade, pureza, paciência e amor devem caracterizar nossa experiência cristã 
(Review and Herald, 3 de junho de 1880).

-> Texto: Ellen G. White, do devocional 2013 “Perto do Céu”, da Casa Publicadora Brasileira
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...