O Caminho

Eu, o Senhor, deixo que vocês escolham entre o caminho da vida e o caminho da morte. Jeremias 21:8


Já visitei muitas ruas, mas esta tem uma peculiaridade ímpar: o próprio caminho é a atração que encanta inúmeros viajantes todos os dias. Situada no bairro La Boca, na capital argentina de Buenos Aires, Caminito é uma rua-museu que caracteriza a cultura, a música e as curiosidades de um país inteiro. Passear por lá é se deixar atrair por muros coloridos, casas que parecem pinturas infantis, quadros interessantes e artistas que mostram seus talentos. Como o nome já diz, esse “caminhozinho” reúne cantinhos pitorescos, cenários de fotografias, além da atmosfera única gerada pelas notas musicais do famoso tango argentino. Vale a pena conhecer!


Na Bíblia, existe outro caminho. Bem diferente do Caminito, ele não é largo, muito menos cheio de atrações. Pelo contrário, seu percurso é difícil e desafiador. Muitas pessoas começam a percorrê-lo, só que vão desistindo à beira da estrada. Grupos de amigos iniciam animadamente o trajeto, mas os dias passam, e eles, infelizmente, desanimam. Há viajantes que seguem sozinhos sem os familiares, e alguns são filhos cujos pais preferiram outras ruas. Por ali, muitos sofrem, são perseguidos, choram escondido, e acabam zombados pelos outros.

Já descobriu que caminho é esse? O caminho da salvação. Enquanto as tentações deste mundo seduzem pelas largas avenidas do mal, preparar-se para a volta de Jesus custa o esforço da perseverança. Mas a recompensa valerá as lutas da viagem.

O próprio Cristo nos alertou de que a salvação incomodaria os perdidos, por isso, precisamos nos preparar para as curvas, os pedregulhos e obstáculos da caminhada rumo ao Céu. Se você se acovarda diante da maioria, cuidado! Esse caminho é para poucos. Agora, se seu sonho ultrapassa este mundo, não desista – nem que todo mundo debande para o outro lado. Porque sempre haverá gente disposta a vencer o mal e a fazer da Bíblia seu grande manual.


E qual será seu melhor companheiro nessa maratona? Jesus! Ele percorreu um caminho muito pior para nos ajudar a cruzar a linha de chegada. O Getsêmani, o Calvário, as chicotadas e crueldades dos soldados, tudo isso foi por causa da gente. Já pensou nisso?
E aí, vamos seguir em frente? Mesmo se machucarmos os pés? Um dia celebraremos cada passo dado, tendo em vista o prêmio conquistado. 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...