Dons do Espírito

A respeito dos dons espirituais, não quero, irmãos, que sejais ignorantes. 1 Coríntios 12:1 

Antes de deixar os discípulos, Cristo “assoprou sobre eles e disse-lhes: Recebei o Espírito Santo” (Jo 20:22). Depois disse: “Eis que sobre vós envio a promessa de Meu Pai” (Lc 24:49). Somente depois da ascensão, porém, foi o dom recebido em sua plenitude. Apenas quando os discípulos se renderam plenamente à Sua operação em fé e súplicas, foi derramado sobre eles o Espírito Santo. [...]

“Subindo ao alto, levou cativo o cativeiro, e deu dons aos homens” (Ef 4:8). [...] Esses dons já são nossos em Cristo, mas a posse real depende de nossa recepção do Espírito de Deus. 

Os talentos que Cristo confiou à Sua igreja representam especialmente os dons e bênçãos conferidos pelo Espírito Santo. [...] Nem todas as pessoas recebem os mesmos dons, porém a cada servo do Mestre é prometido algum dom do Espírito, segundo sua necessidade para a obra do Senhor.

Em todas as disposições do Senhor, não existe nada mais belo do que Seu plano de dar aos homens e às mulheres uma diversidade de dons. [...] Muitos têm recebido apenas um limitado preparo religioso e intelectual, mas Deus tem uma obra para essa classe de pessoas, se elas trabalharem com humildade, confiando
nEle. [...]

Dons diferentes são concedidos a pessoas diferentes, para que os obreiros sintam sua necessidade uns dos outros. Deus outorga esses dons e eles são utilizados no Seu serviço, não para glorificar o possuidor, nem para enaltecer o ser humano, mas para exaltar o Redentor do mundo. [...]

Talvez pareça a alguns que o contraste entre seus dons e os de seus
coobreiros é grande demais para permitir que se unam em esforço harmônico. Mas, ao se lembrarem de que há variedade de espíritos a serem atingidos, e que alguns rejeitarão a verdade apresentada por um obreiro, abrindo o coração à verdade de Deus ante o modo diferente de outro, espera-se que eles hão de se esforçar por trabalhar juntos, em união. Seus talentos, embora diversos, podem-se achar todos sob a direção do mesmo Espírito. Em toda palavra e ação, serão manifestados bondade e amor e, ao ocupar cada obreiro fielmente o lugar que lhe é designado, a oração de Cristo em favor da unidade de Seus seguidores será atendida. Então, o mundo conhecerá que esses são Seus discípulos (Signs of the Times, 15 de março de 1910).


-> Texto: Ellen G. White, do devocional 2013 “Perto do Céu”, da Casa Publicadora Brasileira.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...