A Conclusão da Obra

Eis que venho sem demora, e comigo está o galardão. Apocalipse 22:12

Considere o mundo atual. É a voz da oração ouvida em meio ao ruído da confusão? Altares são estabelecidos, mas não é a Deus que os sacrifícios são oferecidos. Os impostores, ladrões e assassinos são muitos. O orgulho em virtude de uma ascendência nobre ou da riqueza contribui para a obra da destruição do ser. A avareza, a sensualidade, a malícia são as características dominantes. Milhares estão à beira da perdição. Você percebe muitos deles perdidos, completamente perdidos, enquanto os supostos cristãos dormem o sono da indiferença?

Necessita-se de homens e mulheres fervorosos, abnegados, que se dirijam a Deus e, com forte clamor e lágrimas, intercedam pelas pessoas que se acham à beira da ruína. [...] Cristo deu a vida para salvar os pecadores. Diz Ele a Seus seguidores: "Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura" (Mc 16:15). "E eis que estou convosco todos os dias até a consumação do século" (
Mt 28:20). Ele nos apresentou a obra a ser realizada e declarou que concederá poder para o seu cumprimento. [...]

A obra está sendo finalizada rapidamente e, por toda parte, aumenta a impiedade. Temos apenas pouco tempo para trabalhar. Deus não quer que ninguém pereça. Providenciou tudo para a salvação de todos. Se Seu povo avançasse como deveria, proclamando o convite de misericórdia, muitas pessoas seriam conquistadas para Cristo. Despertemos da sonolência espiritual e consagremos ao Senhor tudo o que temos e somos. Seu Espírito permanecerá com os verdadeiros missionários, proporcionando-lhes poder para o serviço. Deus é uma fonte transbordante de eficiência e força. O Evangelho é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê. Quando esse poder for utilizado, veremos que ele é mais do que suficiente para superar o poder do inimigo.

É impossível à pessoa que crê em Cristo ver a obra que precisa ser feita e nada fazer. Diariamente, devemos receber do Céu o bálsamo curador da graça de Deus para reparti-lo com os necessitados e sofredores. Sobre a igreja de Deus estão as mais sagradas responsabilidades e os mais gloriosos privilégios. Todos os que
creem na mensagem da breve volta de Cristo sairão para fazer algo pelo Mestre. [...] Através da obediência prática à ordem divina, sua confiança aumentará, e seus talentos se multiplicarão (Signs of the Times, 28 de novembro de 1906).

-> Texto: Ellen G. White, do devocional 2013 “Perto do Céu”, da Casa Publicadora Brasileira.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...