Perdão Não É...

Se entendermos o que o perdão não é, poderemos entender melhor o que o perdão é. As histórias deste mês nos ensinaram os seguintes princípios acerca do perdão. Aqui vai um exemplo para cada princípio. Veja se consegue lembrar-se de outros:

1. O perdão não é fácil. Com efeito, é um dos aspectos da amizade mais difíceis de se aprender. "É difícil perdoar", disse Daniel Ripley (textos do dia 2 de maio).

2. Perdão não é gostar das coisas más que alguém tenha feito contra nós. De acordo com Lewis B. Smedes, há quatro estágios, mágoa, ódio, cura e reconciliação. Reconhecer nossa mágoa é dar o primeiro passo rumo ao perdão (texto do dia 9 de maio).


3. Perdoar não é negar os sentimentos de raiva e ódio. Em vez disso, é enfrentar esses sentimentos e depois decidir não usá-los para vingar-se (texto do dia 10 de maio).

4. Perdoar não é ficar achando desculpas para alguém. Usamos desculpas quando entendemos que a pessoa não é culpada. É necessário o perdão quando podemos culpar alguém pelo que aconteceu. O perdão é considerar a pessoa como responsável, mas depois limpar seu registro por uma escolha consciente (texto do dia 13 de maio).

5. Perdoar não é lembrar-se. Esquecemo-nos de pequenas mágoas, que são triviais demais para serem lembradas. É quando não nos esquecemos de uma mágoa que precisamos perdoar. Mágoas relembradas são como uma dor armazenada. O perdão é a forma de livrar-nos da dor (texto do dia 14 de maio).

6. O perdão não é um sentimento. É a escolha que fazemos no sentido de tratar uma pessoa como amiga, mesmo que não tenhamos essa vontade. É a escolha de não conservar uma ofensa na conta de outra pessoa. É apagar aquele pecado de seu registro (texto do dia 20 de maio).

7.O perdão não é algo que você pode produzir. O perdão é um dom de Deus. É o ato "escandalosamente impossível". É algo que não podemos fazer sem o poder de Deus (texto do dia 22 de maio).

Perdão é a escolha de tratar as pessoas com misericórdia, assim como Deus nos trata. É decidir anular o julgamento que fazemos de outra pessoa.

(Dorothy Eaton Watts. In: Inspiração Juvenil 2012: amigo é pra essas coisas. Tatuí: CPB, 2012. Texto digitado por Reginaldo Santos e publicado no grupo Boas Novas).
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...