Folhas que Curam


No meio da rua principal da cidade. De cada lado do rio estava a árvore da vida, que frutifica doze vezes por ano, uma por mês. As folhas da árvore servem para a cura das nações. Apocalipse 22:2

Gosto de juntar folhas. Em cada
outono essa atividade é realizada em nosso quintal, onde imponentes carvalhos deixam cair grande abundância de folhas. Aguardo ansioso por esse momento; amo o cheiro singular desse carpete vermelho e amarelo, marrom escuro e alaranjado. Sempre fico feliz quando a última das 37.492.187 (uma estimativa) das folhas cai lá do alto para o descanso.

O poeta norte-americano Robert
Frost escreveu sobre o ato de juntar folhas:


Tanto faz pá ou colher
Para juntar essas folhas;
E o saco que elas enchem
Pesa o que pesam rolhas.
Mas as montanhas que eu ergo
Escapam de meu enlace,
E tombam entre meus braços
E voam na minha face.


Esse homem realmente sabe o que é realizar essa tarefa. É assim mesmo. É preciso entrar nesse oceano de leveza para apreciar as palavras do poeta.

A tarefa de juntar folhas em minha casa leva, em média, 20 horas. Um ano de grande abundância requer mais trabalho, mais tempo.
Noelene e eu juntamos tudo, trabalhamos juntos, ou sozinhos se uma viagem nos leva para longe de casa. Juntamos as folhas em montes, arrastamos os montes para um canto ou para um terreno vazio e pegamos o triturador. Geralmente o ato de triturar as folhas leva de 10 a 12 horas e nos deixa cobertos de pó.

Mas esse monte de matéria vegetal é o segredo de nosso jardim. Depois de molhado, é misturado com a terra. A decomposição ocorre durante o inverno. Na primavera, tudo será utilizado como adubo para nutrir o jardim inteiro. As folhas do outono voltam em cores brilhantes, arbustos cheios de vida e belas árvores.

O Senhor nos assegura que na Terra renovada haverá folhas que curam.

Cristo é a árvore da vida. Sua graça cura as nações, cura as pessoas, cura todos nós. Ele nos liberta de nossas enfermidades espirituais.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...