O Primogênito de Deus


Os quais não nasceram por descendência natural, nem pela vontade da carne nem pela vontade de algum homem, mas nasceram de Deus. João 1:13

A Luz veio ao mundo, mas o
mundo deu as costas para a Luz. Em vez de receber a Luz, sua resposta foi: “Apaguem a Luz!”

Mas não todos; não o mundo inteiro. Alguns receberam a Luz. E algo maravilhoso aconteceu: a Luz, que realmente expôs seus defeitos, também cobriu suas imperfeições. A Luz tinha o maravilhoso poder renovador.

“Mas aos que O receberam, aos que creram que Ele foi quem alegava ser, Ele fez com que conhecessem quem realmente são, filhos de Deus” (Jo 1:12).


Verdade no passado, verdade hoje. A maioria das pessoas segue o próprio caminho, até os que professam ser cristãos. Mas alguns ainda recebem a Luz. Alguns ainda descobrem quem realmente são: filhos de Deus.

Deus é o nosso lar. Somente quando chegamos ao lar nos tornamos pessoas completas. Esses são os filhos de Deus, aqueles que chegam ao lar. Deus criou o homem na Criação; Deus recria o homem na nova criação. Macho e fêmea os fez, à Sua imagem; homem e mulher Ele os recria, à Sua imagem. “E todos nós, que com a face descoberta contemplamos a glória do Senhor, segundo a Sua imagem estamos sendo transformados com glória cada vez maior, a qual vem do Senhor, que é o Espírito” (2Co 3:18).

Os cristãos são uma nova espécie. Somos separados e distintos. Nossa linhagem, no entanto, não depende de genes, não é definida por “sangue”. Na verdade, o “sangue” de todas as nações da Terra se mistura no sangue dessa nova categoria ilustre. Apenas um fator constitui esse grupo: somos filhos de Deus.

Não por sangue nem por “carne”. Não pela vontade humana – não pela ambição, pelo esforço, pela cruel exigência – consegue-se fazer parte dessa classe. “O que nasce da carne é carne, mas o que nasce do Espírito é espírito” (Jo 3:6). Não pelo desejo de primogenitura, não pela relação sexual nem com o auxílio de clínicas de fertilidade. Apenas de uma forma: o Primogênito de Deus. 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...