As Batatas de Sábado


Contende, Senhor, com os que contendem comigo; peleja contra os que contra mim pelejam. Salmo 35:1

O sol declinava naquele entardecer de sexta-feira. As crianças, de banho tomado, reuniram-se ao redor de Annette, junto ao piano. Começaram a cantar: “Desce o sol atrás dos montes…”

– Todos fora, para a plantação de batatas! – A voz de Joe fez parar o cântico. As crianças olharam para seu zangado pai, que estava em pé junto à porta, com as mãos nos quadris, repreendendo. – Todas as crianças, direto para o canteiro das batatas.


– Ah, Joe, por favor, elas já tomaram banho e estão prontas para o sábado! – suplicou Annette.

– Isso é problema seu! – disparou Joe. – Eu não disse que podiam parar de trabalhar. E depressa, crianças!

As crianças olharam desconsoladas para a mãe e depois foram atrás do pai para a plantação de batatas.

Lágrimas amargas corriam pelo rosto de Annette, enquanto ela desabafava seu desespero diante de Deus: “Senhor, amaldiçoa aquelas batatas!”

Algumas semanas depois, era época de plantar aipo. Mais uma vez, Joe interrompeu o culto de pôr do sol para fazer com que as crianças plantassem aipo. Mais uma vez, Annette orou com frustração: “Senhor, amaldiçoa cada fila de aipo que as crianças são forçadas a plantar no sábado. Mostra a meus filhos o Teu poder!”

Algumas semanas mais tarde, quando o esposo e as crianças tinham ido para a cidade, Annette saiu para a plantação de batatas e observou as filas que as crianças tinham sido forçadas a plantar no sábado. Apalpou ao redor das raízes da primeira planta e depois de outra. Não havia sinal de batatas! Experimentou outras fileiras que não tinham sido plantadas no sábado. Havia muita batata! Annette mal podia esperar para contar o segredo às crianças!

Quando o aipo cresceu, algo estranho começou a acontecer. As crianças perceberam. Entraram correndo em casa certo dia, exclamando:

– Mamãe, venha ver o aipo do sábado! Tudo o que plantamos no dia de sábado está ficando amarelado e seco, enquanto as outras filas estão verdes e bonitas.

Annette sorriu e olhou para o céu. “Obrigada, Senhor!”, orou ela. “Que Amigo poderoso és Tu!”


Escolhendo Amigos

Algumas batalhas são difíceis demais para nós. É então que precisamos recorrer ao nosso Amigo Jesus, que lutará em nosso favor. 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...