O Libertador


Ela dará à luz um filho, e você deverá dar-Lhe o nome de Jesus porque Ele salvará o Seu povo dos seus pecados. Mateus 1:21

Chame-O de Libertador, o
Primogênito da virgem, arrancado do útero da eternidade, arremessado numa terra estranha. “O Espírito do Senhor está sobre Mim, porque Ele Me ungiu para pregar boas-novas aos pobres. Ele Me enviou para proclamar liberdade aos presos e recuperação da vista aos cegos, para libertar os oprimidos e proclamar o ano da graça do Senhor” (
Lc 4:18-19).

O Bebê, o Libertador da humanidade, chora. Ele chora, assim como chora qualquer recém-nascido, arrancado do útero da vida e arremessado em terra estranha.


Assim, a letra do hino natalino “Num Berço de Palha” (HASD, 50) erra em dizer: “Acorda o Menino o gado a mugir, mas Ele não chora, Se põe a sorrir.” Jesus chorou ao nascer. Jesus chorou ao acordar. Pois o Libertador não veio em outra carne para nos libertar. Ossos de nossos ossos, Ele trilhou nossos caminhos, sofreu nossas angústias, suportou nossa dor. Ele conheceu o encanto da tentação, enfrentou corajosamente os dardos inflamados do antigo inimigo.

Por fim, a própria morte solitária, desesperadora e desamparada por Deus, dilacerando o céu com o terrível clamor: “Meu Deus! Meu Deus! Por que Me abandonaste?” (Mt 27:46).

Onde está o rosto do pequeno Menino na manjedoura, o rosto tão suave, inocente e cheio de mistério? O Bebê de Belém Se contorce pendurado no madeiro da morte, ferido pela miséria do mundo.

Por meio de Seu sacrifício, a libertação! Antes a tentação saíra derrotada; agora a própria morte é vencida, exterminada pela morte do Libertador.

Toda vez que contemplamos o rosto de uma criancinha nos deparamos com o mistério da existência, de onde viemos, do que podemos ser. Cada bebê é uma canção de esperança em um mundo silencioso.

Tudo isso por causa do Primogênito da virgem, que chorou, que é o Libertador. Ele libertou a raça humana, libertou-a para a plenitude, libertou-a para torná-la herdeira de Deus.

O nascimento do Bebê também garantiu nosso futuro. O Desejado das nações é Emanuel, Deus conosco. O Desejado de todas as nações voltará. O Libertador, vitorioso sobre o pecado, vitorioso sobre a morte, voltará para reinar!

Contemple o rosto do Bebê – tão suave, tão pacífico, tão cheio de mistério.

Assim como os sábios do Oriente, caia de joelhos e adore-O, traga presentes, ofereça-Lhe tudo!


-> Texto: William G. Johnsson, do devocional 2012 “Jesus a preciosa graça”, da Casa Publicadora Brasileira

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...