Histórias do Horror em Santa Maria


No celular, 104 chamadas não atendidas


Carlos
Walau, 36 anos, foi um dos socorristas voluntários que ajudaram a tirar mais de 200 vítimas de dentro dos caminhões para o ginásio do Centro Desportivo Municipal. Ele conta com a voz embargada sobre um momento muito triste que vivenciou:


"Tirei o corpo de uma menina que estava com um celular que não parava de tocar. Em seguida, deu barulho de mensagem, li e era a mãe dela perguntando onde ela estava".
Na tentativa de auxiliar na identificação dos mortos, integrantes do Grupo de Gerenciamento da Crise colocavam documentos de identificação, como identidade, carteira de habilitação e celulares no peito das vítimas. Um bombeiro apanhou um daqueles telefones que tremiam no chão. O aparelho registrava 104 chamadas. Na tela: "MÃE"!

É difícil imaginar o sofrimento que está passando cada uma dessas pessoas que perderam entes queridos no incêndio da Boate Kiss em Santa Maria. Lembremos de orar por essas pessoas que sofrem, e sofrem muito neste momento! Só Deus pode dar conforto a esses corações enlutados.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...