Salmo 117


Louvem o Senhor, todas as nações; exaltem-nO todos os povos! Porque imenso é o Seu amor leal por nós, e a fidelidade do Senhor dura para sempre. Aleluia! Salmo 117

O Salmo 117 possui apenas dois versos,
mas nossa atenção deve se voltar para a profundidade de sua mensagem, que é digna de reflexão e oração, e não para a singularidade de seu tamanho. Esse salmo contém três elementos: o louvor, a grandiosidade do amor de Jeová e a constância de Sua fidelidade. Esses mesmos temas aparecem em todo o livro de Salmos; assim, o Salmo 117 é o resumo de todo o Saltério.


Todos os salmos se concentram no louvor. São canções que exaltam o nome de Jeová, o Criador do céu e da Terra, o Deus de Israel. Com sinceridade e honestidade, os salmos entoam a ampla gama de sentimentos da experiência humana: alegria e tristeza, felicidade e desespero, prazer e dor. Às vezes o salmista se sente a ponto de desistir, outras vezes flutua nas nuvens no céu azul. Às vezes canta e pula de alegria, outras vezes não sabe mais o que fazer. Mas sempre, no fim das contas, ele se volta para Deus. Ele espera em Deus, ele aguarda Deus vir em seu auxílio. Assim, seja qual for a situação da vida, os salmos louvam a Deus. Em essência, a mensagem que transmitem é esta: há vida unicamente em Deus; sem Ele não há vida.

O Salmo 117, por mais curto que seja, tem uma variação interessante quanto ao tema do louvor. Ele não faz referência ao povo de Deus, mas às “nações”, ou seja, os gentios. Ele os convida a se unir em adoração e louvor ao Deus de Israel. Primeiro, porque “imenso é o Seu amor leal por nós”. Não Seu maravilhoso poder. Não Seus poderosos atos na história. Não Sua justiça. Mas Seu amor. Um vislumbre da declaração feita mais tarde por João, que resumiu tudo isso com “Deus é amor” (1Jo 4:16). Essa é a maior e a mais maravilhosa verdade em todo o Universo.

Segundo, porque “a fidelidade do Senhor dura para sempre”. Sem dúvida! “Grande é a Tua fidelidade”. O ser humano na Terra pode ser mentiroso, mas Deus permanece verdadeiro. Podemos confiar plenamente em cada palavra que sai de Sua boca. Tudo muda, mas não Jeová.

Eugene Peterson expressou essa verdade da seguinte maneira:

Seu amor assumiu o comando de nossa vida;
Os caminhos fiéis de Deus são eternos.
Aleluia! (
Sl 117:2).


-> Texto: William G. Johnsson, do devocional 2012 “Jesus a preciosa graça”, da Casa Publicadora Brasileira

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...