Ajuda? Que Nada!

Mas um samaritano [...] quando viu o homem, ficou com muita pena dele. Lucas 10:33

Fui ao outro lado do mundo para me sentir na história do Bom Samaritano. O Japão me encantou por incontáveis virtudes, mas como em qualquer lugar do mundo, nem tudo é perfeito. Eu estava encantado com a educação japonesa, sua fala suave e o sorriso sempre tímido por trás dos olhos puxados. Até passar um aperto daqueles! Junto com amigos brasileiros, acabávamos de descer o temido e admirado Monte Fuji. Passamos a noite “subindo horrores” para ver o espetáculo do amanhecer na famosa Terra do Sol Nascente. Foi lindo! Mas tínhamos que descer. E logo! Antes de o dia ficar escaldante.


Chegamos lá embaixo cansados, juntando os cacos das últimas energias que nos sobravam. O problema começou ao darmos a partida na ignição do carro. Ele tossiu, engasgou e nada. Nada mesmo! Enfim, a bateria tinha morrido antes da gente. Que fazer? Os cabos estavam no porta-malas. Então era só pedir para alguém nos “emprestar” energia de seu carro para dar a partida no motor do nosso. A isso, no Brasil, popularmente chamamos de “chupeta”.

Passou o primeiro carro: o japonês sorriu, mas não parou. O motorista do segundo carro nem olhou. As pessoas do sétimo carro acenaram e seguiram em frente. O décimo nem reduziu a velocidade. Não acreditei! Aquele povo tão simpático estava se recusando a ajudar alguém que precisava de apenas cinco minutos do tempo deles... Contamos 20 carros cujos motoristas não deram a mínima para nós. Finalmente, quando estávamos muito frustrados, um motorista estrangeiro reduziu a velocidade, abriu o vidro escuro e perguntou: “Querem ajuda?” Gritamos que sim.

Ufa! Entendemos que por medo, por pressa ou por alguma outra razão, aqueles motoristas não pararam para nos ajudar. Depois que o carro pegou, o nosso ajudador sumiu e nunca mais esquecemos a lição: próximo é todo aquele que precisa de nossa ajuda.

Neste dia, pense em quanta gente pode precisar de sua ajuda. Jesus pararia para dar uma força? O Bom Samaritano não fez o mesmo? Que tal você surpreender o mundo como um cristão disposto a fazer o bem, sem julgar ninguém? Você pode ajudar com uma informação, doando uma roupa ou até mesmo oferecendo um copo d’água. Agindo assim, você será mais parecido com Cristo. 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...