A Praça da Revolução

Mas eles gritavam mais ainda: – Crucifica! Crucifica! Lucas 23:21 

Se ontem vimos a maior praça do mundo, hoje viajaremos até uma das mais famosas. Sua localização fica nunca das cidades mais visitadas do planeta: a belíssima capital francesa, Paris. Lá, no centro dessa metrópole, está a importante Praça da Concórdia. 

Sendo a maior praça parisiense, ela foi por muito tempo conhecida como Praça da Revolução. Porque exatamente nela aconteceram os fatos históricos mais marcantes da Revolução Francesa – quando a nobreza real foi perseguida e destituída pela população miseravelmente faminta. 

Você já ouviu falar na guilhotina? Era um temível aparelho construído especialmente para decapitar rapidamente os prisioneiros condenados à morte. Durante o período chamado de Terror, a França conduziu mais de 40 mil pessoas à guilhotina. E foi na Praça da Revolução que os nobres mais famosos foram executados, entre eles a rainha Maria Antonieta. 

Conta-se que as multidões se aglomeravam para assistir aos momentos finais dos condenados. Muitas vezes, a despeito da súplica por misericórdia do prisioneiro, o povo aplaudia e gritava entusiasmado pelo momento fatal. Que gente mais violenta! 

Você se lembra de que na Bíblia existiu uma multidão reunida em praça pública querendo destruir a vida de um Homem? Com a diferença de que Ele era inocente e ainda estava disposto a salvar inclusive Seus maiores inimigos. Já sabe de quem estou falando, não é?
Jesus foi exposto no centro de Jerusalém para sentir em cada milímetro de Seu corpo machucado o ódio tentador de Satanás inflamando a multidão. Enquanto as pessoas gritavam "crucifica!", os anjos maus instigavam os soldados e carrascos a tornar os momentos finais da vida de Cristo ainda mais doloridos. O incrível é que Jesus poderia varrer do mapa para sempre todos os envolvidos naquela tamanha humilhação perante o Universo. Mas Ele não o fez. 

Cristo foi condenado pelos mesmos pecadores que Ele Se propôs a perdoar. Sua execução pública revelou a todos os mundos não caídos em pecado a verdadeira face do mal. Ele morreu a nossa morte para que pudéssemos viver a Sua vida. Por isso, esta semana pode ser maravilhosa graças a tanto amor. 
Vamos aproveitar agora mesmo para agradecer o sacrifício de Jesus por nós?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...