Felicidade conjugal não é um acidente – Parte 05

Cinco decisões que podem estabelecer sua felicidade conjugal e familiar .
















Quarta Decisão – Seja uma cópia de Jesus

Os gritos começam quando termina a inteligência. (Marlene Guerrato)


Você sabe o que é mimese? A mimese é a imitação que alguém faz de um comportamento de outra pessoa. Há um escritor francês que desenvolveu uma teoria sobre o comportamento humano e chamou essa teoria de “teoria do desejo mimético”. Isso nada mais é do que desejar o que o seu modelo deseja. É desejar o desejo do outro. Isso não é bom quando você tem um modelo humano e imperfeito, mas quando o seu modelo é perfeito, divino e insuperável, então eu penso que você terá desejos elevados.

A partir disso, quero propor a quarta decisão que você precisa assumir a fim de que sua família e seu casamento tenham felicidade de maneira constante: Decida ser uma cópia de Jesus dentro da sua família.

Desejar faz parte do aspecto volitivo do ser humano; todos nós desejamos algo: um objeto, o cumprimento de um sonho, uma sensação agradável, uma condição especial. São muitos os desejos que eu poderia relacionar aqui como desejos que estão dentro da esfera volitiva do homem. Quero que dê atenção a este desejo específico: deseje ser uma cópia de Jesus dentro da sua família.

Veja este texto: “Vinde a mim todos os que estais cansados e sobrecarregados e eu vos aliviarei”. Com esta declaração, Jesus nos deixa uma porta aberta para que saibamos que podemos contar com Ele sempre que as coisas apertam. E elas sempre apertam em algum momento. Não importa a circunstância, o caso ou a situação: sabemos que sempre poderemos contar com Jesus nas nossas dificuldades. Sabemos que não seremos humilhados, nem ignorados, nem desprezados se recorrermos a ele nas nossas fraquezas e dificuldades.

Esse é o ponto que preciso destacar aqui quanto à nossa proposta de decisões para a felicidade conjugal e familiar: faça o que Jesus quer que seja feito dentro da sua casa. Em outras palavras, copie ou imite Jesus sendo você mesmo um “aliviador” das cargas emocionais, das pressões psicológicas, das crises espirituais sobre a vida dos membros da sua família ou do seu cônjuge.

“Vinde a mim todos os que estais cansados e sobrecarregados.” Sabe o que mais significa isso? Que Deus quer que eu seja um canal da sua graça, aliviando os cansados, oprimidos, sobrecarregados dentro da família. Ele quer que eu reproduza com o meu próximo aquilo que que Ele faz comigo. Ele quer que eu seja uma cópia. É isso que Deus quer que nós sejamos. Seja uma cópia de Jesus. Paulo já havia pensado nisso quando escreveu: “Sede meus imitadores, como também eu sou de Cristo” (1Co 11.1).

Jesus prossegue: “Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim porque sou manso e humilde de coração…” (Mt 11.29).

Será que podemos dizer à nossa família essa frase de Jesus: 
“Aprendam comigo porque eu sou manso”? Será que podemos fazer as afirmações seguintes?

– Eu não grito, sempre falo baixo.

– Eu não esbravejo, sempre sou calmo.

– Eu sempre corrijo meus filhos com amor, nunca com ira.

Lembro-me daquela história de uma mulher que pegou o filho na igreja, porque ele estava aprontando “umas poucas e boas” durante o culto, e o arrastou para trás do templo. Ela estava na batalha para dar um “esfrega” no garoto, mas ele, sendo mais esperto do que ela, escapou. Então correu para o templo e subiu as escadas para a galeria. O templo estava lotado, pois era domingo à noite. Lá no alto, ele deu um grito: “Pastor! Põe a igreja em oração porque a minha mãe está endemoninhada lá atrás da igreja”.

“Aprendei de mim porque sou manso.” Essa historiazinha do filho e sua mãe, como muitas outras, é fictícia. No entanto, elas sempre têm um pano de fundo na realidade, sempre são criadas a partir de uma cena ou de situação reais. Como a nossa família precisa de gente mansa!

Tenho um compromisso muito sério com a excelência e, por conta disso, não suporto ver coisas erradas, não suporto ver coisas quebradas e não posso ver coisas mal feitas. Estou trabalhando em minha consciência para que eu não seja um perfeccionista porque, na verdade, o perfeccionista esconde certo complexo de inferioridade e torna-se uma pessoa “tóxica”.

Tempo atrás, era muito comum eu explodir por qualquer coisa que não estivesse com perfil de excelência. Era mais comum do que hoje eu ter esses momentos de inconformismo em função daquilo que não estivesse bem feito. Comecei, porém, a pensar nisso: “Aprendei de mim, porque sou manso”. E entendi que precisava ser uma cópia de Jesus. A frase de Jesus estava na minha cabeça: “Aprendei de mim, porque sou manso”. Sabe o que aconteceu? Hoje, quando preciso resolver um problema, vou orando antes: “Senhor, segure-me. Senhor, ajude-me. Não me deixe explodir, Senhor. Não me deixe ferir meu irmão com um tom de voz desnecessário. Senhor, ajude-me”.

Isso é treinamento, isso é exercício que precisamos fazer o tempo todo para melhorar as áreas que devem ser modificadas. Tornamo-nos antipáticos quando começamos a explodir por qualquer coisa, a agredir, machucar, gritar, brigar. E, invariavelmente, nós nos arrependemos ao perceber os excessos e ver que não era necessário tamanho exagero. Olhamos para trás e vemos que já ferimos, já machucamos, já fizemos pessoas chorar sem que fosse preciso agir assim. É preciso ser manso.

Há um tempo, minha esposa comprou um celular de presente para mim. E eu avisei ao Pedrinho: “Olhe, não mexa no aparelho porque se você mexer, vai desconfigurá-lo, e aí não conseguiremos reajustar como antes”.

E não é que ele mexeu? Desconfigurou o aparelho todo. Eu explodi… Levei o Pedrinho para a minha sala e falei umas “verdades” para ele, desabei.

Pouco depois, quando fui à cozinha tomar um café, passei pela sala e lá estava o garoto, todo murchinho, acabrunhado.
Pensei: “Poxa, errei. Não precisava ter dito tudo aquilo ao garoto”.
Voltei até à sala.

– Pedro, chega aqui! – eu o chamei, e lá veio ele, todo triste, ombrinhos caídos.

– Fala, pai! – respondeu ele em voz baixa.

– Rapaz, foi mal, hein! Você errou, não era para mexer. Mexeu, desconfigurou. Eu podia ter cobrado de você a desobediência, mas não podia cobrar usando o tom de voz que usei. Você perdoa o pai?

–  perdoado, pai! — respondeu ele, e me deu a mão.

Caro leitor, precisamos nos esforçar para sermos uma cópia de Jesus. Precisamos encarar as nossas fraquezas e substitui-las por novas atitudes de acordo com a maneira de agir de Jesus e com aquilo que ele quer que façamos hoje. Para cada ato falho nosso, há uma nova oportunidade inspirada por Deus a fim de nos reconduzir ao caminho direito. Mas a tomada de decisão para refazer o que foi destruído cabe a nós. Deus já fez o que era preciso e nos convoca a reagir contra o mal, imitando a sua vida, o seu jeito de ser, o seu modo de pensar.

“Aprendei de mim porque sou manso e humilde de coração.”
Todos quantos querem praticar isso dentro de sua casa precisam reagir contra o conformismo e, deixando de lado o orgulho, refazer o caminho na direção do perdão e da reconciliação, substituindo uma explosão de raiva por outra de mansidão.
Meu desejo é motivar você a mostrar em sua casa a nova pessoa criada em Cristo Jesus. Meu desejo é incentivar você a agir como quem nasceu de novo, para que todos vejam que algo novo de Deus começou na sua vida! Meu desejo é incentivar você a tomar decisões que revelem saúde espiritual e emocional em sua vida, para que isso seja transmitido a todos quantos estiverem próximos a você, e que suas ações não mais intoxiquem nem façam adoecer a ninguém. A sua presença transformará o ambiente na sua casa. A sua presença alterará a vida de pessoas por causa da sua influência.

Incentivo você a rever o mau humor e a tomar decisões no sentido de tornar-se uma pessoa mais alegre, amável e mansa.
Quando passamos a ser mais mansos e humildes, ocorre o que Jesus disse, evidentemente: “… e achareis descanso para vossa alma” (Mt 11.29).

Jesus está falando de segurança, está falando de conforto, de harmonia. Você terá esses resultados todos com sua família, com seu cônjuge e seus filhos, e esses serão os frutos que surgirão quando aplicar o coração ao exercício da mansidão dentro de casa, com a família. E quando você aplicar o seu coração e investir o seu esforço para tornar-se uma pessoa mansa, então poderá ouvir do seu filho, do seu marido ou da esposa, que agora você é outra pessoa. Imagine isso! Pense em como seria o seu filho testemunhar a seu respeito coisas como essas: “Meu pai está doce, ele está amável. O meu pai agora chupa sorvete comigo, come pizza comigo, toma café comigo. Ele senta no sofá para assistir um filme comigo”.

E então você saberá que de fato decidiu e conseguiu ser uma cópia de Jesus. Decida hoje mesmo ser uma cópia de Jesus, pois você não estará sozinho nesse empreendimento. Os resultados são certos, uma vez que confiamos nas promessas de Jesus:
Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve. (Mt 11.29,30)
Quero terminar este capítulo registrando uma oração por você que tem sofrido e lutado contra os momentos nos quais tem perdido o controle. Entendo perfeitamente muitas das causas que levam uma pessoa a perder o controle e “estourar”. Nossos dias são tensos, estressantes, agitados, e as cobranças são inúmeras. Mas nós temos um refúgio onde podemos encontrar amparo e proteção.

Por isso, acompanhe comigo essa oração e permita que o Espírito de Deus conduza você a um lugar de refrigério para a sua alma.
“Espírito Santo, peço que se manifeste agora e cure o nosso estresse, que cure o nosso sistema nervoso enfermo e à flor da pele, que cure a nossa maneira grosseira e estúpida de ser, que cure a nossa maneira mal educada de tratar as pessoas. Peço, Santo Espírito, que cure o nosso temperamento tão descontrolado. Senhor, há pessoas fazendo tempestade em copo d’água e perdendo a cabeça por pouca coisa. Há pessoas ferindo funcionários, ferindo aquele que ajuda em casa, ferindo o cônjuge, ferindo os filhos e ferindo a si mesmas, sem perceber que os outros estão se distanciando. Há pessoas que provocam tensão pelo simples aproximar-se dos demais porque a sua presença é tóxica, perturbadora, e não é abençoadora. Nós não queremos ser assim, Senhor! Nós não queremos ser isso; queremos ser uma cópia de Jesus. Queremos ser uma cópia de Jesus, pois ele disse: ‘Aprendam comigo porque eu sou manso e humilde de coração’. Queremos isso porque o Espírito de Deus controlará a nossa vida, o Espírito de Deus dominará o nosso temperamento, o Espírito de Deus estará construindo em nós o caráter de Jesus. Amém.”





Pr. Josué Gonçalves

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...