O Amor Suporta


Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três; porém o maior destes é o amor. 1 Coríntios 13:13

O general Gilbert de Lafayette, herói da Revolução Americana, tomou parte ativa na Revolução Francesa, que começou em 1789. Quando pediu que suas tropas protegessem o rei, elas se recusaram a obedecer. Ele foi declarado traidor e encarcerado na Áustria.

Enquanto isso, na França, começava o Reinado do Terror. O rei e a rainha foram enviados para a guilhotina, junto com outros 20.000 homens e mulheres. Entre eles estavam a sogra e a cunhada de Lafayette. Sua esposa, Adrienne, foi encarcerada em Maison Delmas, onde viveu numa cela sem aquecimento e infestada de insetos nocivos no quinto piso, sobrevivendo com apenas uma escassa refeição ao dia.

Em 1794, os radicais foram depostos e a nobreza remanescente foi libertada, exceto Adrienne de Lafayette. Uma comissão do novo regime a visitou na prisão.

– Cidadã, estamos aqui para informar-lhe que será libertada, contanto que renuncie ao nome de Lafayette – disse o porta-voz.

– É o mais prudente a ser feito – acrescentou outro. – Milhares de mulheres francesas já renunciaram ao seu nome de casadas e salvaram a própria vida. Nós a aconselhamos a fazer a mesma coisa.

– Além disso, ninguém tem notícias de seu marido há meses. Não temos certeza de que esteja vivo ou morto – disse um terceiro.

– É mais provável que esteja morto – declarou o líder.

– Não, eu me recuso! – disse Adrienne com convicção. – Creio que meu esposo está vivo. E, se não estiver, continuarei usando seu nome com mais devoção ainda.

Ela foi libertada um ano mais tarde, enferma. Então começou sua procura por Gilbert. Ela o encontrou encarcerado na fortaleza de Olmutz, Morávia. Adrienne obteve permissão do imperador para ficar na cela com seu esposo.

Durante os dois anos seguintes, ela ajudou Lafayette a recuperar a saúde, partilhando alegremente seu quinhão como prisioneira. Como resultado das dificuldades em Olmutz, Adrienne sofreu o resto de sua vida de uma deficiência respiratória, além de inchaços nos braços e pernas.

“Estou disposta a suportar qualquer coisa”, disse ela, “pela alegria de estar com meu esposo.”


Sendo Amigos

Tem você um amigo que não conhece a Deus? Tem sido tentado a desistir? O amor continua esperando, orando e crendo em sua salvação.

(Inspiração Juvenil)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...