Presentes que Animam

Recomendando-nos somente que nos lembrássemos dos pobres. Gálatas 2:10

Lorena teve uma dor de dente, daquelas terríveis. Foi ao dentista, só para descobrir que era um caso de abscesso. Precisava de tratamento de canal e de uma coroa.

– Quanto tempo vai demorar? Quanto vai custar? – perguntou Lorena.

– Uns dois meses e 500 dólares – respondeu o dentista.

– Ai, não vejo como pagar à vista! – exclamou Lorena. – O senhor aceita pagamento parcelado?
– Por mim, aceito – concordou o dentista. – Mas há um outro dentista envolvido. Terá de perguntar a ele.

O segundo dentista insistiu em que a sua parte da conta teria de ser paga por completo dentro de 90 dias. A quantia era de 305 dólares – uma impossibilidade para Lorena, que era estudante universitária e pagava seus próprios estudos. Sua mãe era viúva e não tinha dinheiro para ajudar.

Lorena ficou preocupada. Precisava daquele tratamento dentário. Começou o tratamento, sem ideia de como iria pagá-lo. Num retiro espiritual de fim de semana, partilhou sua preocupação com seu grupinho de oração, pedindo que orassem por ela e seu problema.

Mais tarde, um membro do grupo de oração lhe entregou um pedaço de papel dobrado. Dentro dele havia uma nota de cinco dólares.

Alguns dias depois, uma amiga lhe deu 102 dólares, que seu grupo de estudos bíblicos havia coletado para ela. Lorena pôde pagar a primeira mensalidade ao dentista.

– Achávamos que você não tinha o dinheiro – disse a recepcionista do consultório dentário.

– E não tenho mesmo – explicou Lorena –, mas tenho um Amigo especial que cuida de mim.

No dia seguinte, ela encontrou um envelope em sua caixa postal do dormitório. Continha 200 dólares. Lorena nunca descobriu quem lhe enviou aquele dinheiro. Começou a chorar; estava tão aliviada! Deus havia usado amigos para suprirem aquela necessidade.

Depois de concluir os pagamentos, ela disse ao dentista:

– Creio que Deus cuida de nós, e uma das maneiras é através de pessoas que creem nEle.

– Menina, seus amigos gostam mesmo de você! – disse o dentista.

“É verdade”, pensou Lorena ao sair do consultório. “Meus amigos gostam mesmo de mim!”


Sendo Amigos

Você gosta mesmo de seus amigos, a ponto de ajudá-los quando surge uma necessidade real?

(Inspiração Juvenil)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...