O Ritmo Espontâneo da Graça


Caminhem comigo e trabalhem comigo; observem o que Eu faço. Aprendam o ritmo espontâneo da graça. Não colocarei nada pesado ou mal ajustado sobre vocês. Acompanhem-Me e aprenderão a viver de maneira livre e leve. Mateus 11:29, 30

Há beleza na naturalidade do atleta: o jogador de beisebol que bate o bastão contra a bola, ou faz um lançamento preciso para o jogador entre a segunda e terceira bases para uma jogada dupla. Ele faz com que jogadas complicadas pareçam algo rotineiro, fácil.

Da mesma forma, há beleza na espontaneidade do músico: a violinista que tira sons perfeitos de seu instrumento musical enquanto faz o concerto vibrar no ar. Ela parece transportada, perdida no mundo da excelência.


O beisebol bem jogado e o violino bem tocado – ambos exigem disciplina e concentração. Ambos são possíveis somente depois de horas e horas de treino e prática. Mesmo assim, ambos parecem emergir de um estado em que a excelência flui sem esforço aparente.

Quando os jogadores de beisebol cometem um erro, geralmente é porque a naturalidade foi quebrada por alguma razão. Assim que começam a pensar demais no que querem fazer, se conscientizam demais sobre a mecânica do jogo, a facilidade e a fluência que desejam desaparecem. O mesmo ocorre com o músico. Enquanto estiver concentrado demais na partitura, prestando a máxima atenção para não cometer um erro, a música carecerá da qualidade transcendente que vai muito além do “acertar as notas” simplesmente.

A vida cristã é como jogar beisebol, como tocar violino num concerto musical. Ela requer disciplina e concentração. Cada um de nós deve praticar exercícios espirituais – oração, estudo da Bíblia, reflexão. Deus, porém, deseja que alcancemos muito mais do que apenas nos concentrar na mecânica de acertar a bola e seguir a partitura; Ele quer que alcancemos o estado da espontaneidade da graça.
“Caminhem comigo e trabalhem comigo – observem o que Eu faço”, Ele nos convida. “Não colocarei nada pesado ou mal ajustado sobre vocês. Acompanhem-Me e aprenderão a viver de maneira livre e leve.”

Este é o meu desejo para você hoje, amigo: viver de maneira livre e leve. Viver na confiança inocente de um filho de Deus, seguro, protegido, sereno. Obedecer, mas não ficar preso à lei. Zelar pelo mais sublime, mais nobre e melhor, mas com
tranquilidade de espírito, não com esforço impaciente.

Querido Mestre, ensina-me neste dia o ritmo espontâneo da Tua graça.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...