Sra. Cobra


A batalha não é de vocês, mas de Deus. 2 Crônicas 20:15

“Venha, Ryan, vamos buscar alguns vidros de compota no porão”, chamei meu filho de quatro anos, enquanto descia para o porão. Morávamos numa casa de fazenda que tinha um meio porão, e muito do nosso alimento vinha do quintal. Fazíamos muitas conservas durante os meses de verão, e aquele era o lugar perfeito para guardar nossa fartura.

Naquele dia, em particular, eu precisava de várias coisas, e pedi o auxílio de Ryan. Descemos a escada de mãos dadas. No porão, puxei o fio da luz e esperei vários segundos até que nossos olhos se adaptassem à claridade fraca. Depois, olhei para cima e para baixo, pelas prateleiras carregadas, procurando os vidros que planejava usar para o jantar.


De súbito, meus olhos se arregalaram e engoli em seco. No mesmo instante, Ryan deu um berro, disparou para trás de mim, agarrou-se às minhas pernas, quase me derrubando, e gritou: “Pegue ela, mamãe! Pegue ela!”

Enrolada ao redor do gargalo de alguns vidros, e olhando para nós, estava uma cobra preta muito grande. Olhávamos para ela e ela olhava fixamente para nós.

“Acho que vamos deixar que o papai cuide dela, querido”, respondi com voz baixa, enquanto soltava as mãos de Ryan dos meus joelhos, sem tirar os olhos da cobra.

Subimos de novo a escada e fechamos a porta. Durante o resto da tarde, vigiei a porta para ter certeza de que a cobra não subiria para entrar na casa.

Nunca mais vimos a Sra. Cobra, mas me lembrei há pouco tempo desse incidente, ao ler 2 Crônicas 20:15. Embora leiamos: “A batalha não é de vocês, mas de Deus” (NVI), tentamos combater o diabo por conta própria e acabamos em situação muito pior do que quando começamos.

Satanás tem muitos anos de prática em afastar nossos olhos de Jesus e atrair-nos para longe do Pai celestial. Não temos poder contra ele – mas Jesus tem. Jesus obteve a vitória no Calvário e Ele a oferece para nós, de graça.

Repetidas vezes a Bíblia diz: “O Senhor conquistou uma grande vitória”. Ele fará o mesmo em nossa vida hoje, se tão somente pedirmos. Assim, quando Satanás chega até nós, precisamos fazer como Ryan: esconder-nos e dizer “Pegue-o, Jesus! Pegue-o!”

 (Gail Bremmer in Meditação da Mulher)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...