Nenhum engano!


O meu Deus suprirá todas as necessidades de vocês, de acordo com as Suas gloriosas riquezas em Cristo Jesus. Filipenses 4:19

Meu esposo era pastor em Midland, Texas. Nosso filho havia acabado de ir para um internato cristão, e nossa filha mais velha estava na escola da igreja local. Eu ficava em casa com nossa menina mais nova, que ainda era bebê. Cada mês era uma batalha financeira. Havíamos, inclusive, assumido a tarefa do nosso filho, de entregar jornais, para ajudar a cobrir as despesas. Num determinado mês, quando se aproximava o dia de chegar a conta escolar, meu esposo me informou que devíamos uns 200 dólares à escola.


Ao receber o pagamento mensal, meu esposo sempre devolvia fielmente o dízimo. Também era muito generoso com o orçamento da igreja e outras ofertas. Reter o dinheiro do dízimo ou de outras ofertas para pagar a mensalidade da escola – ou qualquer outra conta – nunca entraria em suas cogitações, e nesse mês não foi diferente. Ele simplesmente confiaria na providência de Deus para suprir o dinheiro necessário.

A conta chegou. Meu esposo a abriu e a estudou por um tempo muito longo. Finalmente, entregou-me a conta e disse: “Acho que a escola cometeu um engano. O extrato mostra que temos um crédito de 200 dólares.”

Mais tarde, naquele dia, ele escreveu uma carta à escola, dizendo que tinha certeza de que eles haviam cometido um equívoco; nós estávamos certos de que devíamos 200 dólares.

Não temos mais a resposta que a escola nos enviou, mas me lembro bem dela: “É um prazer informar-lhe que não cometemos erro nenhum. Um amigo seu, muito generoso, e que deseja permanecer anônimo, enviou à escola o dinheiro para a conta de Brian. O extrato está correto e o senhor não nos deve nada. Tenha um ótimo dia!” E tivemos mesmo!

Jesus promete que suprirá exatamente aquilo de que necessitamos, quando necessitarmos. A viúva do tempo de Elias não recebeu um abastecimento de farinha e óleo para um ano, de uma vez só. Ela obtinha apenas o necessário para um dia de cada vez. Jesus disse que não nos preocupássemos quanto ao dia de amanhã: “Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã trará as suas próprias preocupações. Basta a cada dia o seu próprio mal” (Mateus 6:34). Ele deseja que confiemos nEle para o dia de hoje, apenas.

(Sharon Oster in Meditação da Mulher)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...