O Mundo Não O Reconheceu


Aquele que é a Palavra estava no mundo, e o mundo foi feito por intermédio dEle, mas o mundo não O reconheceu. João 1:10

Ao redor do globo, um nome é muito 
mais pronunciado a cada dia do que qualquer outro. Apenas o Senhor é capaz de contar os milhares, bilhões de vezes que esse nome sai dos lábios das pessoas: Jesus Cristo.

Infelizmente, na maioria das vezes Seu nome é usado de forma descuidada. As pessoas o pronunciam como uma blasfêmia, até mesmo em contextos obscenos. Será que, embora o mundo tente esquecer Jesus, tente apagá-Lo de sua consciência inquieta tornando Seu nome uma interjeição comum e pejorativa, Ele ainda esteja por perto? Será que todas as tentativas de sufocar Sua voz suplicante resultam apenas em torná-la mais audível?


A Palavra Se fez carne. Ele que criou o mundo veio ao mundo. E o mais impressionante é que o mundo não O reconheceu. Tal é o mistério do pecado, o poder do diabo de cegar.

O mundo não O reconheceu porque não quis. Escolheu não reconhecer. Exatamente como hoje.


G. A.
Studdert Kennedy expressou a agudeza da rejeição de Jesus, no passado e hoje, em seu poema “Indiferença”:


Quando Jesus chegou ao
Gólgota, O penduraram no madeiro, cravaram grandes pregos em Suas mãos e pés, perfurando-os por inteiro. Colocaram em Sua fronte uma coroa de espinhos, Suas feridas eram profundas e ensanguentadas, pois aqueles foram dias rudes e cruéis, e a carne humana foi maltratada.

Quando Jesus chegou a Birmingham, simplesmente O desprezaram, jamais tocaram num só fio de cabelo, mas à morte O abandonaram; pois os homens ficaram mais sensíveis, não Lhe causariam sofrimento, apenas O deixariam sob a chuva, sofrendo ao relento. Ainda assim Jesus clamou: “Perdoa-lhes, pois não sabem o que fazem, Pai.” E aumentava a chuva fria que O ensopava mais e mais.


As multidões foram para casa, deixando o ambiente solitário, Jesus apoiando-Se em uma coluna clamou pelo Calvário. 



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...