O Garotinho Cruel

Eu darei paz à terra de vocês [...] e acabarei com as guerras. Levítico 26:6

Oito horas e 15 minutos da manhã de hoje, 68 anos atrás. Todos naquela cidade se preparavam para mais um dia normal de trabalho, com céu aberto. Apesar de a Segunda Guerra Mundial estar na primeira página de todos os jornais, aquele local parecia estranhamente intocado pelas batalhas. Como se fosse outro planeta.

De repente, um avião cortou as alturas do céu, deixando escorregar pelos ares um objeto escuro com a inscrição “Little Boy” – algo como “garotinho”, em português. Um clarão explodiu diante de todos, seguido pela cegueira momentânea que acomete os olhos ofuscados. É tudo tão rápido que o pensamento não acompanha a realidade.


Oito e 16 da manhã. Tudo está destruído, como se um pé gigante e quente tivesse acabado de espremer ao mesmo tempo todos os limites da cidade. Em fração de segundos, a inofensiva localidade de Hiroshima, no Japão, desapareceu do mapa, com 80 mil pessoas exterminadas instantaneamente.

O lançamento da bomba atômica foi, sem dúvida, um dos momentos mais infames da história. Provou para o Universo, pela primeira vez, a real possibilidade de o ser humano se autodestruir completamente. Enquanto outras 60 mil pessoas morriam nos dias seguintes pelo efeito destruidor e radioativo da bomba, os Estados Unidos recebiam das mãos japonesas sua carta de rendição.

Hoje, Hiroshima é uma cidade imensa. Seus arranha-céus e avenidas nem de longe relembram o deserto devastador de entulhos, poeira, sangue e dor daquela manhã. A não ser por um lugar: a Cúpula Genbaku. Ali estão os escombros de um prédio com uma redoma de ferro retorcido. Exatamente naquele local, 600 metros acima, a bomba explodiu incinerando tudo pela frente. Por isso, junto aos monumentos tristes, inúmeras garrafas de água homenageiam os milhares de inocentes que padeceram de sede enquanto as chamas lhes ardiam na pele.

Foi a viagem mais triste da minha vida até hoje. Estar ali me fez implorar a Deus pela paz prometida na Bíblia.

Aproveite este dia para reivindicar do Céu o fim do pecado neste mundo. Pois, com Jesus, guerras e atrocidades estão com os dias contados.

Façamos nossa parte para que essa paz eterna se realize ainda em nossa geração!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...