Alvorada


Temos, assim, tanto mais confirmada a palavra profética, e fazeis bem em atendê-la, como a uma candeia que brilha em lugar tenebroso, até que o dia clareie e a estrela da alva nasça em vosso coração. 2 Pedro 1:19

O nascer do sol! Deus Se importa! Estávamos sentados na varanda da frente da casa, meu esposo, Joe, e eu. Moramos em Serra Leoa. De nossa bela casa se descortina o vasto oceano à esquerda. À frente, correntes de água fluem por um vale profundo e, acima dele, uma queda d´água jorra durante a estação chuvosa. Lindas colinas verdes com uma cobertura de nuvens brancas nos saúdam à direita. A brisa gentil nos acariciava com ar puro o rosto sorridente. Joe e eu prorrompemos em canção toda manhã, ao recebermos no coração e em nosso lar o Rei dos reis.

Mais tarde, indo de carro para o trabalho, a cidade toda parece iluminada com a luz de Deus, o Sol. Os raios resplandecentes nos fazem lembrar do brilho que Deus põe em nossos olhos, para iluminar o rosto e reabastecer nosso tanque espiritual. Temos esperança de que o dia seja cheio de vida, e, sejam quais forem os desafios que enfrentarmos no trabalho, teremos a segura palavra da profecia. Ele nos diz que, se a atendermos, brilharemos para Jesus como luz que brilha em lugar tenebroso. Nosso Deus é o sempre presente decorador de interiores da Terra; Ele oferece beleza para nossa apreciação, e o sol nascente é um lembrete constante de Sua presença. Quando O conhecemos, vemos na alvorada a Estrela da Manhã brilhando em nosso coração.

Jesus, com frequência, ia a lugares bonitos para orar. Muitas vezes, mandava as multidões para ambientes naturais, onde podiam tocar flores, observar rios fluindo e ver a paisagem do alto dos montes. A noite do mundo já quase se foi, e o dia está chegando. Deve ser o romper da manhã. Mas, antes que o dia desponte, Deus ainda tem outro lembrete de Seu amor por nós. O sol se põe; belas aves brancas, com um longo e estreito bico, retornam para a casa de onde partiram pela manhã. A quietude da paisagem nos permite ouvir o bater de suas asas, enquanto voam acima da nossa cabeça. Elas também conhecem seu Mestre, e vão dormir até o outro alvorecer. Apreciamos Sua beleza, mas, principalmente, ansiamos pelo dia em que Ele nos levará para nosso lar definitivo. Até lá, que a Estrela da Alva nasça em nosso coração a cada amanhecer! 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...