Seu nome


Protegerei os que reconhecem que Eu sou Deus, o Senhor. Salmo 91:14

O que há num nome? O nome é nossa principal fonte de identificação. Denota nossa formação histórica ou linhagem familiar. Quando nasce um bebê, a sociedade espera que os pais ou guardiães deem nome à criança. Muitas vezes, um menino recebe o nome de seu pai, às vezes até a quarta geração. Os pais podem dar a seu bebê o nome de algum membro querido da família. O nome pode ser escrito de forma errada durante o processo de registro, mas todos devem ter um nome. Dizem que um bom nome pode nos levar longe.


Em algumas culturas, o nome do bebê é dado com base no dia em que nasceu, enquanto, em outras, o significado do nome tem importância suprema. Alguns pais escolhem nomes de atletas ou astros do cinema que admiram, ou o nome de alguém especialmente importante em sua sociedade, como o primeiro-ministro ou presidente. Outros querem ser originais e inventam nome para os filhos. Sem dúvida, os nomes são importantes.

No domínio espiritual, o nome não é menos importante. O livro de Gênesis nos diz que “No princípio, criou Deus” o Sol, a Lua, as estrelas, árvores, flores, pássaros, todos os animais e então fez o homem e a mulher. Ele é nosso Pai celestial e nós somos Seus filhos. Em virtude disso – creia ou não –, Ele nos deu Seu nome.

As muitas formas do Seu nome nos dão clara evidência do tipo de Deus que Ele é: Elohim: Senhor Deus ou criador; El Elyon: Deus altíssimo; Adonai: meu Senhor; Jeová-Jiré: provedor; Jeová-Rafa: Deus que cura; Jeová-Shalom: minha paz; Jeová-tsidkenu: justiça nossa; Jeová Sabaoth: Senhor dos exércitos; Jeová Raah: Senhor meu Pastor, e a lista continua. Quando O aceitamos como nosso Senhor e Salvador pessoal, assumimos Seu caráter, Sua semelhança, Seu nome. Desse modo, Ele espera que vivamos à altura do Seu bom nome. Em 2 Crônicas 7:14, Deus diz: “Se o Meu povo, que se chama pelo Meu nome, se humilhar, e orar, e Me buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então, [...] perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra.” Somente quando vivemos à altura do Seu bom nome é que Lhe damos a autoridade de agir em nosso favor, em favor de nossa família e de nossa terra.

Lembre-se: “Torre forte é o nome do Senhor, à qual o justo se acolhe e está seguro” (Provérbios 18:10). 

(Thamer Cassandra Smikle in Meditação da Mulher)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...