Céu

Vi novo céu e nova Terra, pois o primeiro céu e a primeira Terra passaram, e o mar já não existe. Apocalipse 21:1

Através do profeta Isaías o
Senhor prometeu: “Preste muita atenção agora: Estou criando novos céus e nova Terra. Todos os problemas, o caos e a dor anteriores são coisas do passado, a ser esquecidas” (Is 65:17
).

Na ilha de Patmos, João, o amado, então idoso, o último sobrevivente dos doze, contemplou em visão o cumprimento da promessa: “Vi o céu e a Terra recriados. Passado o primeiro céu, passada a primeira Terra, passado o mar. [...] Ouvi uma voz ribombar do Trono: ‘Olhe! Olhe! Deus Se mudou para a vizinhança, edificando Sua casa entre homens e mulheres! Eles são Seu povo, Ele é Seu Deus. Ele enxugará toda lágrima de seus olhos. A morte deixou de existir para sempre – as lágrimas se foram, o pranto se foi, a dor se foi; as primeiras coisas passaram” (Ap 21:1-4).


Meu ser clama pela nova ordem de Deus, pelo dia em que a graça atingirá seu glorioso final na maior demonstração divina de amor, pelo dia em que o Éden florir na Terra novamente e a justiça reinar de um polo ao outro. Leio a promessa de Isaías e meu coração exulta! Leio a visão de João e meu coração responde: “Amém!”

Você já parou para pensar longa e seriamente sobre o Céu? É bom fazê-lo; isso o ajudará a manter viva a esperança. “Cada um de nós tem uma imaginação a respeito do lar dos remidos”, escreveu Ellen White. “É preciso lembrar, entretanto, que ele será mais glorioso do que o pode pintar a mais brilhante imaginação. Nos variados dons de Deus na natureza só discernimos o mais pálido vislumbre de Sua glória” (Caminho a Cristo, p. 86, 87).

Sim, tenho que confessar que alguns aspectos do Céu me deixam confuso. A vida na Terra é marcada pelo compasso do tempo, mas a vida na Terra renovada não será assim. Ali o tempo desaparecerá na eternidade. Aqui a existência envolve esforço e luta, vitória. E lá? O Céu será como um cruzeiro sem fim? Acho que não. Apenas no sentido de tranquilidade e liberdade das preocupações que um bom cruzeiro traz. Mas, muito mais do que isso, será vida em abundância!

Deus está criando uma nova ordem – a ordem do Céu. Podemos confiar que Ele fará o melhor.


-> Texto: William G. Johnsson, do devocional 2012 “Jesus a preciosa graça”, da Casa Publicadora Brasileira


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...