O Robô Fedorento


Davi, porém, disse ao filisteu: “Você vem contra mim com espada, com lança e com dardos, mas eu vou contra você em nome do Senhor dos Exércitos, o Deus dos exércitos de Israel, a quem você desafiou”. 1 Samuel 17:45

Você já ouviu falar do robô Fedorento? Fedorento é um robô muito feio, uma geringonça mal pintada e feita de canos de terceira categoria colados um ao outro. A cola usada em Fedorento tem um cheiro horrível; por isso, o nome.

O Departamento de Pesquisas Navais dos Estados Unidos e a NASA lançaram um concurso robótico subaquático. Fedorento foi inscrito na competição, e foi saudado com risadas. Fedorento concorreu com o protótipo inscrito pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts, uma máquina muito bonita criada por 12 engenheiros de elite e estudantes do curso de ciência da computação.


O custo total de Fedorento foi de 800 dólares, doados por comerciantes locais. Seus criadores foram quatro adolescentes de calças largas e tênis, estudantes da Escola de Ensino Médio Carl
Hayden, em Phoenix, Arizona, EUA. Os quatro eram imigrantes mexicanos ilegais. Eles viram o anúncio da competição no mural colocado ali por dois professores de ciências da escola que se ofereciam para ajudar a equipe que desejasse participar do concurso. Assim, eles decidiram se inscrever. Os adolescentes construíram Fedorento com canos de PVC e peças comuns de computador. Em seguida, foram para Santa Bárbara, Califórnia, onde a competição seria realizada.

A competição exigia a construção de um robô que fosse capaz de explorar um submarino submerso. Assim que os quatro adolescentes de
Hayden viram que a escola de engenharia mais prestigiada dos Estados Unidos estava inscrita na competição, sentiram-se intimidados.
Porém, algo muito engraçado aconteceu naquela competição. Fedorento ganhou o prêmio máximo. Ele desempenhou uma tarefa que o outro robô não foi capaz de realizar: sugar o fluido de um pequeno recipiente a mais de três metros abaixo d’água.

Por que gosto tanto dessa história, verdadeira em cada detalhe? Porque gosto muito de histórias em que pessoas desvalorizadas e menosprezadas decidem lutar contra o improvável e saem vitoriosas. E essa é uma das razões pelas quais a história de Davi e Golias atrai a atenção de pessoas de todas as idades. A história de Davi talvez seja a melhor história de alguém desvalorizado e menosprezado que alcançou a vitória, mas o Bom Livro está repleto de histórias assim, pois a Bíblia fala da graça, que faz de homens e mulheres comuns verdadeiros heróis.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...